Banner

Banner

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Grêmio vence Atlético-PR e vai à semifinal da Copa do Brasil

No somatório dos dois jogos, o Grêmio venceu por 7 a 2 (4 a 0 em Porto Alegre e 3 a 2 em Curitiba)




O Grêmio confirmou o favoritismo e se classificou para a semifinal da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, o tricolor gaúcho venceu o Atlético-PR de virada, por 3 a 2, na Arena da Baixada e ficou com a vaga. O adversário gremista será o Cruzeiro.
As duas equipes pouparam jogadores, mas o Grêmio levou a melhor e venceu de virada por 3 a 2 (Foto: Geraldo Bubniak/AGB)
As duas equipes pouparam jogadores, mas o Grêmio levou a melhor e venceu de virada por 3 a 2 (Foto: Geraldo Bubniak/AGB) 
Foto: LANCE!
 
Como venceu por 4 a 0 no jogo de ida, o Grêmio optou por poupar peças importantes. Os laterais Edílson e Cortez, o zagueiro Pedro Geromel e os meio-campistas Arthur e Maicon ficaram no banco de reservas. Já o Atlético-PR, que está em situação ruim no Campeonato Brasileiro, colocou em campo uma equipe alternativa.
Com esse cenário, o Atlético-PR apostou em muita velocidade para tentar reverter a vantagem gremista. E em uma jogada assim, aos 15 minutos, o time abriu o placar. Pela direita, Douglas Coutinho passou por Marcelo Oliveira e cruzou rasteiro para Pablo, que apareceu nas costas da zaga gremista e empurrou a bola para o fundo da rede.
Mas a empolgação atleticana durou pouco. Aos 26, após uma jogada de Luan e Michel, o atacante Pedro Rocha cortou o lateral Gustavo Cascardo e chutou cruzado e empatou a partida. 1 a 1.
O gol foi uma verdadeira ducha d`água fria no Atlético-PR, que passou a precisar de cinco gols para se classificar. Assim, o Furacão assistiu o Grêmio passar a tocar a bola e matar o tempo, levando assim o resultado de 1 a 1 até o fim do primeiro tempo.
No início da segunda etapa, o Atlético-PR voltou a tentar imprimir um ritmo forte, com base na velocidade. A melhor chance foi aos nove minutos, quando Pablo bateu cruzado e assustou o goleiro Marcelo Grohe. Mas após isso o time não conseguiu mais ultrapassar a forte marcação gremista.
Além de apostar na forte marcação, o Grêmio tinha uma outra importante arma: a bola parada. Em uma cobrança direta, Luan exigiu uma defesa de Weverton. Já aos 24, após uma bola erguida para a área, Bressan ajeitou de cabeça e Everton, que estava em campo há quatro minutos, não desperdiçou. 2 a 1 para o time gaúcho.
A partir daí, o Atlético-PR se atirou para tentar ao menos empatar o jogo. A melhor chance veio com Felipe Gedoz, em cobrança de falta, que exigiu boa defesa de Grohe. No entanto, dava muito espeço para os contra-ataques. Aos 34, Luan dominou com categoria e serviu Pedro Rocha, que levou a melhor na velocidade, driblou Weverton e fez um golaço. 3 a 1.
Já nos minutos finais da partida, aos 45, Felipe Gedoz descontou para o Furacão, em um bonito gol em cobrança de falta frontal e deu números finais para a partida. 3 a 2.
O resultado confirmou a classificação gremista, que despachou o Atlético-PR por 7 a 2 na somatória das duas partidas. Assim, o time do técnico Renato Portaluppi segue firme na busca pelos títulos da Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores da América. Já o Furacão chegou a marca de nove jogos sem vencer e foi novamente muito vaiado pela torcida. 

FICHA TÉCNICA 

ATLÉTICO-PR 2X3 GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-hora: 27/7/2017 - 21h45
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público: -
Cartões amarelos: Nicolas (CAP); Bressan (GRE)
Cartões vermelhos: Não houve.
Gols: Pablo, 15'1°T (1-0)/ Pedro Rocha, 26'1°T (1-1)/ Everton, 24`2ºT (1-2)/ Pedro Rocha, 34`2ºT (1-3)/ Felipe Gedoz, 45`2ºT (2-3)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Wanderson, Cleberson e Nicolas (Sidcley, 10`2ºT); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva, 35`2ºT), Rossetto, Coutinho (Yago, 27`2ºT), Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Pablo - Técnico: Fabiano Soares.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kanemann e Marcelo Oliveira (Cortez, 30`1ºT); Jailson (Everton, 20`2ºT), Michel, Fernandinho, Ramiro (Kaio, 35`2ºT) e Pedro Rocha; Luan - Técnico: Renato Portaluppi. 
G1   SC