Banner

Banner

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Mulher acha carteira com R$ 500,00 na rua e devolve para o dono em Xanxerê

 A xanxerense Morgana Lavandoski, teve uma surpresa neste fim de semana. O seu esposo Eduardo Felipe Muller, perdeu a sua carteira no sábado (05), nas proximidades do CTG, em Xanxerê/SC, com todos os seus documentos e R$500,00.

 O que lhe deixou feliz foi que uma mulher que reside em Palmas, no Paraná, encontrou a carteira e a devolveu com todos os documentos e dinheiro.

 “Meu marido foi jogar bola na Triunfo e eu e nosso filho fomos junto. Então eu levei a motoca dele para enquanto meu marido jogasse ele pudesse brincar. Na hora que acabou o jogo o neném começou a chorar e na correria de pagar o horário, guardar a motoca, por ele na cadeirinha, meu marido acabou esquecendo a carteira em cima do carro e só se deu conta quando chegamos em casa”, diz.

 Segundo Morgana, o seu esposo deu falta da carteira ao se preparar para ir ao supermercado.

 “Nós iriamos usar o valor para ir no mercado. Assim que ele sentiu falta voltamos até a Triunfo cuidando para ver se não achava, mas chegamos até lá e nada de achar. Então, já sem esperanças viemos para casa. E lá por umas horas da noite, uma moça me chamou no Facebook me falando que ela reside em Palmas, e estava indo para Passos Maia e tinha achado a carteira na BR em frente o CTG e gostaria de devolver a carteira com todos os documentos, cartões e a quantia de R$ 500,00 em dinheiro. Como ela viria de Passos Maia no outro dia a tarde, nós marcamos um encontro e ela e seus pais devolveram a carteira para nós”.

 Agradecimento

 Morgana agradece a atitude da mulher e destaca que ações como essa mudariam a sociedade.

 “São poucas as pessoas que tem esta atitude, muitos iriam pegar a carteira e não iriam devolver. Iriam até jogar os documentos e cartões fora. Mas ela não, foi totalmente honesta e digna e quis nos devolver em mãos pois sabia que se talvez deixassem em algum lugar para nós acharem podiam segurar o dinheiro e nos devolver só a carteira. Só temos que agradecer”.


Alessandra Bagattini / Roberto Lorenzon