quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Autoridades dos EUA descobrem o mais longo túnel na fronteira sudoeste do país

Agente da alfândega e proteção de fronteiras se apoia em carrinho que transporta cilindros de oxigênio no mais longo túnel encontrado na fronteira entre EUA e México — Foto: Departamento de Proteção de fronteiras e alfândega dos EUA/ via Reuters
FOTO: Reprodução site G1


Autoridades dos Estados Unidos anunciaram na quarta-feira (29) a descoberta de um túnel usado por traficantes, o mais longo já encontrado na fronteira sudoeste do país. Ele parte de uma região industrial em Tijuana, no México, e, depois de 1,3 quilômetro, chega a uma zona perto de San Diego, nos EUA.

O túnel apresentava um sistema de carris, ventilação, cabos e painéis elétricos de alta tensão, um elevador na entrada e um sistema de drenagem.

O comprimento, de mais de 14 campos de futebol, surpreendeu as autoridades. Não houve prisões, não foi encontrada droga no local e nenhum ponto de saída confirmado nos EUA.

Lance LeNoir, supervisor de operações da Patrulha de Fronteira, disse que eles não esperavam que alguém teria a habilidade e sagacidade para ir tão longe. “Eles continuam a me surpreender", afirmou.

O túnel expõe as limitações da política do muro na fronteira do presidente Donald Trump. Ele é considerado mais eficiente que os pequenos túneis construídos de forma grosseira, geralmente chamados de "buracos de Gopher".

O anúncio da existência foi feito na quarta-feira (29), mas a descoberta aconteceu em agosto. As autoridades mexicanas identificaram a entrada, e os investigadores norte-americanos mapearam o túnel que se estende por um total de 1.313 metros.

Em 2014, um túnel de 904 metros de comprimento havia sido descoberto em San Diego.

Profundidade de mais de 20 metros
O túnel recém-descoberto tem cerca de 1,68 metros de altura e 0,61 metros de largura e corre a uma profundidade média de 21,3 metros abaixo da superfície, disseram autoridades.

Os agentes notaram que há centenas de sacos de areia bloqueando uma suposta saída anterior em uma área de armazéns industriais de Otay Mesa, em San Diego. O túnel passa por baixo de alguns desses centros de estoque.

Uma ramificação incompleta do túnel que se estendia por 1.090 metros sugere que os contrabandistas haviam ligado um ponto de saída inicial e estavam construindo um outro.

A saída anterior "se tornou insustentável por qualquer motivo ", disse o porta-voz da Patrulha da Fronteira, Jeff Stephenson.

Pela lei dos EUA, os túneis precisam ser fechados com concreto depois de serem encontrados.

“A sofisticação e a extensão desse túnel encontrado mostra que as organizações criminosas transnacionais estão dispostas a empreender esforços que tomam tempo para traficar”, disse Cardell T. Morant, agente americano encarregado de investigações de fronteira e migração.

As autoridades já encontraram 15 túneis sofisticados na fronteira da Califórnia com o México desde 2006, com iluminação, ventilação, trilhos e elevadores hidráulicos.

Os túneis estão concentrados na região de Otay Mesa, uma área onde o solo argiloso é propício à escavação e os armazéns escondem a existência deles.

O último túnel foi descoberto pelas autoridades mexicanas saía de um estacionamento de Tijuana para caminhões de carga, próximo ao aeroporto da cidade.

As autoridades norte-americanas mapearam seu percurso, perfuraram um buraco no lado norte-americano e abaixaram uma câmera para determinar por onde começar.

A polícia não disseram quem está por trás do túnel, mas a área tem sido um reduto do cartel de Sinaloa no México –o líder de longa data do cartel, Joaquin "El Chapo" Guzman, foi condenado à prisão perpétua nos EUA em julho.


Claudério Augusto via site G1