terça-feira, 10 de agosto de 2021

Delegado que atacou vigília por Lula é encontrado morto em sede da PF


 



O delegado Gastão Schefer Neto foi encontrado morto dentro da sede da Polícia Federal em Caxias do Sul-RS, na última segunda-feira. De acordo com informações do G1, o caso está sendo tratado como suicídio.

A assessoria da PF informou que a investigação sobre o óbito está a cargo da própria instituição, uma vez que a morte aconteceu dentro de uma delegacia.

Não se sabe os motivos e nem a forma com a qual o delegado tirou a própria vida, mas as informações dão conta de que Schefer sofria de transtornos psíquicos.

Natural do Paraná, ele tinha 48 anos e trabalhava na cidade gaúcha desde o fim de junho. Em 2020, o foi chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Delegado atacou apoiadores de Lula
Schefer ficou conhecido, porém, por um episódio ocorrido dois anos antes. Em 2018, ele atacou apoiadores de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante a vigília pelo ex-presidente, que estava preso em Curitiba.

Na ocasião, Schefer teria empurrado pessoas na vigília e quebrado o equipamento de som, sob a justificativa de que estava nervoso e com dificuldades para dormir. A organização da vigília chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o delegado.

Schefer também candidatou-se duas vezes a deputado federal pelo Paraná, mas em ambas não foi eleito. Em 2014, teve 23.239 pelo PR (hoje PL). Já em 2018, recebeu 4.670 votos pelo PSL.



Claudério Augusto via site Yahoo / FOTO: Reprodução site Yahoo