quarta-feira, 9 de novembro de 2022

Mulher é condenada a 18 anos e 9 meses de prisão por homicídio do marido policial em Curitiba

 

Foto: Reprodução via site Bem Paraná


Em julgamento no Tribunal do Júri de Curitiba, Francielle Carolina Moscaleski foi condenada a 18 anos e 9 meses por matar o marido, o tenente da Polícia Militar (PM), Cassio Ormond Araújo, em 2017. A sentença foi deferida na noite desta terça (08). Ela foi considerada culpada por homicídio qualificado com impossibilidade de defesa da vítima, além de fraude processual por ter alterado a cena do crime.

O crime aconteceu na noite de 23 de julho de 2017, na residência do casal na Rua Presidente Epitácio Pessoa, no bairro Tarumã, em Curitiba. A princípio, a informação era que Araújo tinha se suicidado com um tiro na cabeça, mas a perícia e o exame no corpo feito pelo Instituto Médico Legal (IML) descartaram a hipótese. Um dia depois, Francielle foi presa e confessou o assassinato, mas disse que foi um disparo acidental. Com base na investigação e nos laudos, esta hipótese também foi descartada. Depois, ela alegou que tinha atirado em legítima defesa porque teria sido estuprada pelo marido, Novamente, os exames descartaram a versão. Francielle ainda tentou alegar que estava sob efeito de remédios. E novamente, os exames de sangue provaram que era mentira.

Ela foi solta um mês depois do crime e permanece em liberdade. Nas próximas horas, a ordem de prisão deve ser expedida. Também cabe recurso.


Claudério Augusto via site Bem Paraná