Banner

Banner

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Argentinos apertam os cintos para se adaptar à crise econômica

São 14,3 milhões pessoas pobres, das quais 3 milhões vivem na indigência, segundo dados oficiais de 2018

População sofre nos últimos meses com combinação de falta de trabalho e inflação crescentePopulação sofre nos últimos meses com combinação de falta de trabalho e inflação crescente
 
 
 
Uma família entra numa fila no coração de Buenos Aires por um prato de comida doado por caridade; outra corta despesas para chegar ao final do mês. A crise econômica abala a vida dos argentinos e o horizonte parece incerto.
Milhares de pessoas na Argentina caíram na pobreza nos últimos meses em uma combinação dramática de falta de trabalho e inflação crescente, especialmente alimentos básicos como leite, carne e pão, em meio a uma economia recessiva. Daniel Roger é eletricista, tem 30 anos e desde que ficou desempregado há um ano, procura por "bicos". Junto com sua esposa Andrea Gomez, 26, e seus dois filhos, ele espera por uma porção de comida na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada, a sede da presidência argentina.
 
 
Não é fácil dar o passo para a caridade: "Você se sente muito mal, fica muito envergonhado", diz Andrea, enquanto amamenta seu filho mais novo. "Antes, alugávamos um apartamento, mas não conseguimos mais pagar e agora moramos em uma pensão, em um quarto muito pequeno para nós quatro, é difícil pagar e eles vão nos aumentar mais", explica angustiada.
Em 2018, o desemprego chegou a 9,1% e no primeiro trimestre de 2019 chegou a 10,1%. Em um ano, 268.300 pessoas ficaram desempregadas sobre 12 milhões de trabalhadores, segundo dados oficiais. A inflação somou 47,6% em 2018 e acumulou mais de 19% até maio de 2019.
Andrea trabalha como fazendo limpeza em edifícios e com assim eles pagam semanalmente a pensão. "A comida e as fralda são caridade", explica.

"O dinheiro perdeu seu valor"

Sua história é repetida diariamente em esquinas, praças e paróquias, onde ONGs oferecem comida e roupas todas as noites. "Para muitos, o jantar se tornou uma recordação. Isso não é providenciado com esmolas, mas com política", disse Dom Tissera, presidente da Cáritas Argentina, que diz que "o que está se vendo é o empobrecimento da classe média".
Com nove filhos, o mais velho de 15 anos e o mais jovem de um mês, a família de Cintia Sosa, 32, nunca foi de classe média, mas tinha a ilusão de ascensão. Em sua pequena casa na periferia sul de Buenos Aires, tem um forno industrial comprado há alguns anos com a intenção de produzir pizzas e empanadas para vender. Mas o forno está encostado em uma das paredes sem se estressar, porque não tem dinheiro para pagar pelo gás que consome ou para comprar os ingredientes. "Não dá, não conseguimos fazer", diz entristecida.
Seu marido mantém a casa com contratos temporários como administrador. Por não serem empregados fixos, não aumentam o salário, explica Cintia, "e os preços continuam subindo". A geladeira foi danificada, como a máquina de lavar roupa, e eles não foram conseguiram consertar.
Muitas vezes eles vão para bandejões de caridade e conseguem doações de roupas. "Antes eu podia comprar sapatos para meus filhos, mas o dinheiro perdeu seu valor", lamenta a mulher, que, apesar de tudo, orgulhosamente aponta que todos os seus filhos estão na escola e recebem bons cuidados médicos.

Promessas descumpridas e prazeres perdidos

A promessa eleitoral do presidente liberal Mauricio Macri de liderar o país rumo à pobreza zero foi abalada. Cerca de 7 milhões de pessoas recebem assistências para aliviar a pobreza, mas os pobres são dobro: 14,3 milhões de pessoas das quais 3 milhões vivem na indigência, segundo dados oficiais de 2018.
Os programas sociais são mantidos no ano eleitoral com o aval do Fundo Monetário Internacional, instituição com a qual a Argentina acordou um programa de ajuste fiscal em troca de um auxílio de 56 bilhões de dólares em três anos. A inflação desenfreada e o ajuste fiscal também abalaram os bolsos de famílias com mais de um salário.
As tarifas, que até 2015 eram subsidiadas, ficaram mais pesadas devido a aumentos de até 1.000% no gás, na eletricidade, na água e no transporte. "O dinheiro que agora vai para as taxas é o mesmo que eu costumava chamar o pintor ou o homem do gás", argumenta Ariel Fernández, 41, um carpinteiro que viu sua economia doméstica desmoronar.
Ele, sua esposa - uma professora de 42 anos - e suas filhas, de 5 e 2 anos moram em uma casa humilde em Mataderos, um bairro de classe média baixa, doado por seus pais que se mudaram para uma construção menor. Os dois juntos ganham em torno de 50.000 pesos por mês (1.080 dólares), uma renda superior aos 30.000 pesos necessários para evitar serem considerados pobres.
"Não queremos luxos, somente manter a carne ou os raviólis no final de semana. Não é apenas comer, é uma reunião familiar que tínhamos, algo cotidiano, e fomos perdendo", lamenta. 





A F P / Correio do Povo

Colisão entre dois carros deixa um morto na BR 386

Batida frontal foi registrada nas proximidades de Frederico Westphalen

Condutor foi arremessado para fora do carro
Condutor foi arremessado para fora do carro
O motorista de um Hyundai HB20 morreu, no início da noite desta quarta-feira, após a colisão com um Fiat Doblò, em Frederico Westphalen, no Norte do RS. A colisão frontal foi registrada às 19h30min no km 25 da BR 386. Com a força do impacto, o corpo da vítima acabou arremessado para fora do veículo, ficando o corpo sobre a pista.
O condutor da Doblò foi levado ao Hospital Divina Providência de Frederico Westphalen e recebeu atendimento médico, com vários ferimentos. 





Agostinho Piovesan / Correio do Povo

Aposta feita em Osasco leva mais de R$ 124 milhões na Mega Sena

Concurso 2161 teve apenas um vencedor

Apenas uma aposta levou prêmio principal do concurso 2161 

Apenas uma aposta levou prêmio principal do concurso 2161  
Uma aposta feita em Osasco, São Paulo, levou o prêmio acumulado de R$ 124,9 milhões na Mega Sena. O concurso 2161 da Caixa Econômica Federal foi sorteado em São Paulo na noite desta quarta-feira. as dezenas sorteadas foram: 08-09-10-24-42-44
Outras 15.769 apostas acertaram a quadra, e receberão R$ 524,83 cada. Já a quina teve 255 apostas ganhadoras, e cada uma deverá receber R$ 22.718,64. 
O próximo sorteio, que ocorre no sábado, deverá pagar R$ 2,5 milhões. 





Correio do Povo

Morre o crítico de cinema Rubens Ewald Filho

Jornalista, de 74 anos, estava internado desde o final de maio em São Paulo
Rubens Ewald Filho foi curador do Festival de Cinema de Gramado desde 2012


Rubens Ewald Filho foi curador do Festival de Cinema de Gramado desde 2012
Aos 74 anos, o jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho morreu, na tarde desta quarta-feira, em São Paulo. A morte foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, onde ele estava internado desde 25 de maio, após passar mal durante um passeio em um shopping na capital paulista quando desmaiou e bateu a cabeça na queda. 
Na época, o Hospital Samaritano informou que o jornalista estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva para tratamento cardiológico e das fraturas decorrentes da queda. 
Nascido em Santos, Rubens Ewald Filho ficou famoso pelo seu trabalho como crítico de cinema e comentários na televisão sobre as premiações de Hollywood, especialmente o Oscar, onde se dedicava desde 1985. Ele também trabalhou como roteirista em novelas como "Éramos Seis", "Iaiá Garcia", "Drácula, Uma História de Amor", "Gina" e "Elas São do Baralho". 
Rubens também foi curador do Festival de Cinema de Gramado desde 2012 ao lado de Marcos Santuário e Ewa Piwowarski. A diretora argentina faleceu no início deste ano. 

"Senhor Oscar" 

Entre os críticos, ele era conhecido como “o senhor Oscar”. Por seu grande conhecimento do cinema norte-americano, e do seu sistema de premiação, Rubens Ewald Filho foi mestre de cerimônias em diversas emissoras de televisão para comentar a transmissão da cerimônia do Oscar. Passou pela TV Globo e sua casa mais recente foi o canal por assinatura TNT. 
Com essa atividade televisiva, Rubens se tornou o crítico de cinema mais famoso do País, ajudando a divulgar esse estranho e tão mal compreendido ofício de escrever, comentar e interpretar filmes, coisa de que todo mundo se julga capaz, por ser o cinema uma espécie de democrático “futebol das artes”. 





A E  /  Correio do Povo

Argentina sofre para empatar com o Paraguai e segue ameaçada

Hermanos chegaram ao 1 a 1 de forma dramática e ainda são lanternas do grupo B

Messi converteu pênalti para igualar o escore
Messi converteu pênalti para igualar o escore
 
 
 
O drama da Argentina na Copa América só não é maior porque na última rodada da fase de grupos os hermanos enfrentam o Catar. Até lá, no entanto, os argentinos seguem na lanterna do grupo B da competição. Isso porque, nesta quarta-feira, a seleção não passou de um empate em 1 a 1 com o Paraguai, no Mineirão.
E olha que o time de Messi e companhia não pode nem reclamar do resultado, porque houve momentos dentro do jogo em que a derrota parecia irreversível. Os paraguaios abriram o marcador aos 36 minutos de jogo, quando Almirón escapou pela esquerda e, da linha de fundo, cruzou para Sánchez chutar no canto e fazer 1 a 0.
 
 
O empate argentino só viria na etapa final e com o auxílio do VAR, que indicou bola no braço da defesa paraguaia. Na cobrança, Messi deixou tudo igual. Só que, aí, aos 16, Otamendi fez pênalti em González. O próprio atacante paraguaio cobrou, mas Armani defendeu.
Na última rodada, a Argentina é obrigada a vencer o Catar, senão está eliminada. O Paraguai não está muito melhor e também precisa vencer a Colômbia.




Correio do Povo

ADEGA VIEL

Com a chegada do inverno aumenta a procura pelo vinho. E o produto de qualidade da Adega Viel é o mais procurado.

Ligue, agende um dia e horário, conheça e adquira os produtos Viel.

Telefone 0 49 3323 0580

Horóscopo de 5ª feira 20 de junho de 2019

Áries

O trabalho profissional exige certas atitudes suas e não dá para você ficar se escondendo mais tempo. Aceite colocar suas melhores ideias em ação.

Aquário

Modifique seus hábitos de rotina e de trabalho. De outro modo, não será possível dar conta das tarefas que estão colocadas a você, e que são muito importantes.

Capricórnio

Talvez você perceba que algumas atitudes mais atiradas e impositivas na vida a dois são inapropriadas. Se você ocupa todo o espaço, o outro é obrigado a cair fora.

Cancer

Sua atitude gera conflito nas relações mais próximas. Um gesto de conciliação seria fundamental para restabelecer a paz, mas para isso terá que mudar muito sua atitude.

Escorpião

A discórdia e a separação reinam em especial no mundo das ideias e dos projetos. Você aponta para um futuro que o afasta daquilo que você é. Terá que mudar algo nisso.

Gêmeos

As questões financeiras podem levá-lo a atitudes fora de propósito e senso de medida. É preciso mudar algo em sua atitude diante da materialidade e dos negócios.

Leão

Este é um momento delicado para a saúde, os hábitos e o cuidado com o corpo. A tensão física e mental tende a ser grande. É preciso modificar alguns dos hábitos arraigados.

Libra

Sua maneira de lutar no trabalho precisa ser modificada. Você tende a lutar de tal modo que se posiciona contra suas próprias bases. E isso nunca dá muito certo.

Peixes

Sua atitude no amor e nos empreendimentos precisa mudar. Não dá para ir contra a situação na qual você está inserido, e você pode estar tentando fazer isso.

Sagitário

Plutão e Marte em conflito franco indicam que é preciso respeitar a situação na qual está, extraindo o melhor dela, em lugar de querer o que é dos outros.

Touro

Uma profunda transformação em seus pensamentos e no modo de agir é imprescindível. Perder-se em polêmicas e pequenos atritos não levam a nada. Lute pelo que vale a pena.

Virgem

As crises afetivas e amorosas estão no auge. Os sentimentos mais profundos tendem a prevalecer, mesmo que você lute para que nada saia do bom tom e de seu controle. 




Bem Paraná

quarta-feira, 19 de junho de 2019

MIGNONZITTO


O LANCHE PRENSADO E O XIS - SALADA MAIS SABOROSOS DO OESTE DE SC COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO.

ATENDEMOS TODOS OS DIAS DAS 18 AS 24 HORAS EM SALA COMERCIAL, CLIMATIZADA, NA RUA PAULO MARQUES, RUA DA MOTO A, ENTRE A AVENIDA GETÚLIO VARGAS E A FERNANDO MACHADO.

Homem é detido por homicídio culposo no caso da morte de jogador Emiliano Sala

Suspeito foi liberado e coopera com a investigação
Jogador morreu em acidente aéreo ocorrido em janeiroJogador morreu em acidente aéreo ocorrido em janeiro
 
 
Um homem inglês de 64 anos foi detido nesta quarta-feira por homicídio culposo no caso da morte do jogador argentino Emiliano Sala, anunciou a polícia britânica. O suspeito foi liberado após sua detenção e coopera com os investigadores, completou em comunicado a polícia de Dorset (sul da Inglaterra), que se recusou a dar mais informações sobre a identidade desta pessoa. 
O jogador argentino de 28 anos morreu em 21 de janeiro em um acidente de avião  no Canal da Mancha, poucos dias depois de se transferir do Nantes francês para o Cardiff galês. O corpo de Sala foi localizado a bordo da aeronave e foi recuperado em 7 de fevereiro. O corpo do piloto David Ibbotson, de 59 anos, não foi encontrado. 
 
 
Em fevereiro, o Escritório Britânico de Investigação sobre Acidentes Aéreos (AAIB) estabeleceu que o avião que transportava Emiliano Sala não tinha autorização para realizar voos comerciais. Segundo informações da BBC, o piloto do avião não estava habilitado para voar à noite por ser daltônico. Questionada pela AFP, a Autoridade Britânica de Aviação Civil (CAA) não confirmou esta investigação, afirmando unicamente que "a investigação da AAIB está em andamento". 
Ainda segundo a imprensa britânica, duas pessoas suspeitas de ter divulgado nas redes sociais fotos do cadáver resgatado de Emiliano Sala terão que comparecer perante a justiça em 10 de julho. Sherry Bray, 48 anos, é acusada de crime de informática, obstrução da justiça e de enviar mensagem indecente ou ofensiva. Christopher Ashford, 62 anos, é acusado de crime de informática. 





A F P /  Correio do Povo

Moro: “Estou convicto da correção das minhas ações como juiz”

Ministro desafiou site a divulgar íntegra das mensagens e a provar conduta parcial quando foi magistrado da Lava Jato

Moro diz ver risco de adulteração e pede que site entregue íntegra das mensagens

Moro diz ver risco de adulteração e pede que site entregue íntegra das mensagens
 
 
 
Em sessão da Constituição de Comissão, Justiça e Cidadania ( CCJ ) do Senado,  onde fala sobre as supostas mensagens trocadas com procuradores da Lava Jato quando ainda era juiz em Curitiba, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que, se houver irregularidade de sua parte, ele deixa seu posto. “Não tenho tenho apego pelo cargo em si. No que se refere ao conteúdo, estou absolutamente convicto da correção das minhas ações como juiz. Sei que, se as minhas comunicações com quem quer se seja, forem divulgadas sem adulteração e sensacionalismo, essa correção vai ser observada. Estou absolutamente tranquilo”, garantiu.
Moro também incentivou o site The Intercept Brasil, comandado pelo norte-americano Glenn Greenwald, que divulgou a suposta troca de mensagens, a entregar a íntegra do conteúdo ao Supremo Tribunal Federal. “Se tem realmente essas graves irregularidades, esses graves ilícitos que são afirmados pelo jornalista, que apresente às autoridades, ao Supremo. Vamos ver o que tem, não esse sensacionalismo de ‘vou divulgar todo dia um capítulo’. Acho que isso desmoraliza o veículo jornalístico”, afirmou, dizendo que, caso todo o material seja disponibilizado ao público, “a sociedade vai poder ver de pronto se houve incorreção da minha parte”.
O ministro disse que repudia “em absoluto” as ameaças ao marido do editor do site, o deputado federal pelo PSol do Rio de Janeiro, David Miranda, e se negou a criticar o jornalista pessoalmente. Mas reiterou que há uma “divulgação sensacionalista e muitas vezes dissociada do textos das supostas mensagens”. "Coloca em questionamento quais são os propósitos desse tipo de divulgação. Não vejo situações assim no passado, por exemplo, de jornalistas do Watergate. Se tivessem a informação total desde o início, acredito que divulgariam desde o início e não levariam um ano. Eles foram elaborando as matérias segundo o que recebiam, assim como os ‘Papeis do Pentágono’, outro caso que ficou famoso. Foram divulgados à medida que eles tinham. Me parece um comportamento completamente diferente”, afirmou.  





Correio do Povo

Dupla Gre-Nal jogará quartas de final da Copa do Brasil nos mesmos dias

CBF divulgou nesta quarta data e horário dos confrontos

Grêmio joga às 19h15min, e Inter entre em campo a partir das 21h30min

Grêmio joga às 19h15min, e Inter entre em campo a partir das 21h30min
 
 
 
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira as datas e horários dos jogos das quartas de final da Copa do Brasil. A dupla Gre-Nal terá as partidas de ida e volta nos mesmos dias, 10 e 17 de julho, duas quartas-feiras.
Nas duas ocasiões, o Grêmio enfrentará o Bahia às 19h15min. Já o Inter duela contra o Palmeiras às 21h30min. O Tricolor joga a primeira em casa e decide em Salvador, enquanto o Colorado disputa a primeira partida em São Paulo e tem o segundo confronto no Beira-Rio. 
 
 
 
 
 
Correio do Povo

Sonda chilena atinge 8.081 metros de profundidade na Fossa do Atacama

Marco foi gravado em documentário: "Atacamex, explorando lo desconocido"
 Fossa mais profunda é a das Marianas, com 11 km de profundidade
 
Cientistas chilenos atingiram 8.081 metros de profundidade com uma sonda não tripulada na Fossa do Atacama, que contorna parte da costa do Chile e o sul do Peru, em um "marco" gravado em um documentário apresentado nesta terça-feira.
O documentário "Atacamex, explorando lo desconocido", do diretor Julián Rosenblatt, apresentado nesta terça na Universidade de Concepción (sul), mostra uma façanha inédita para a pesquisa chilena. "É mais fácil pôr um instrumento exploratório na Lua do que no fundo do mar!", disse à AFP o chefe da pesquisa, Osvaldo Ulloa, diretor do Instituto Milênio de Oceanografia do Chile, que liderou esta expedição ao fundo do mar há um ano.
 
 
 
"É uma história emocionante que traz um mundo estranho e desconhecido à superfície, espécies marinhas que habitam profundidades impressionantes nunca antes descritas são parte desta aventura do conhecimento", destaca Ulloa.
O batiscafo, de cinco metros de altura e dois de largura, construído no Chile com assessoria de engenheiros americanos, leva três horas para tocar o fundo de uma das 30 gigantescas fossas do planeta, equipado com câmeras e uma rede para capturar animais do fundo do mar. Além de fazer observações de temperatura, salinidade e coletar água a mais de 8.000 metros de profundidade, os pesquisadores descobriram que a atividade biológica neste "Everest dos mares" é maior do que suspeitavam.
"Temos evidências de que há espécies novas" neste mundo de escuridão, onde "não há luz mas as espécies têm a visão desenvolvida", explica Ulloa.
A maior profundidade em que encontraram peixes foi 7.500 metros. Além desse limite há anfípodes, uma espécie de crustáceos ou camarões grandes, cartilaginosos (já que a essa pressão não podem formar ossos) e de natureza necrófaga.
É a primeira vez que se chega à parte mais profunda da Fossa do Atacama, em frente à cidade de Antofagasta (norte). "Este tipo de expedições são feitas pelos países ricos. Para nós foi um marco", diz Ulloa, que considera que o oceano profundo é a "última fronteira que nos resta por descobrir".
Das 30 fossas que foram documentadas nos mares do mundo, a maioria no Oceano Pacífico, a mais profunda é a das Marianas, com 11 km de profundidade, até onde chegou o "Trieste", um batiscafo tripulado em 1960. 





Correio do Povo

Justiça determina afastamento do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro

Mandatário teve prisão temporária decretada nesta terça sob suspeita de pertencer a organização criminosa
 
 
 
O desembargador Leandro Paulsen, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), decretou o afastamento por 30 dias do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, no âmbito da Operação "Chabu", deflagrada pela Polícia Federal. Até recentemente filiado ao MDB, Loureiro foi preso nesta terça-feira por ordem de Paulsen, sob suspeita de ter sido beneficiário, ao lado de outros políticos e empresários, de informações secretas repassadas por um grupo de policiais da área de inteligência da própria PF e também da Polícia Rodoviária Federal.
A prisão de Loureiro foi decretada em regime temporário por cinco dias. O afastamento das funções de prefeito começa a valer "a contar do início da sua prisão". O desembargador impôs outra restrição ao prefeito - ele fica proibido de manter contato, "por qualquer forma, presencial, telefônica, telemática, etc, pessoalmente ou mediante interposta pessoa, com os demais envolvidos na investigação". Entre os alvos da " Chabu" com os quais Loureiro não poderá se comunicar, citados pelo magistrado, estão o delegado da PF Fernando Caieron e o ex-secretário da Casa Civil, Luciano Veloso Lima.
 
 
 
A Operação Chabu investiga organização que violava sigilo de operações policiais em Santa Catarina. O grupo contava com uma rede de políticos, empresários e agentes da PF e da PRF. O grupo também contrabandeava equipamentos de contra inteligência.
Além do prefeito, são alvos da investigação o delegado da PF Fernando Amaro de Moraes Caieron e outras cinco pessoas. Desde cedo nas ruas, agentes da PF cumpriram ao todo 30 mandados, sendo 23 de busca e apreensão e sete de prisão temporária. Os crimes foram descobertos a partir da análise dos materiais apreendidos na Operação Eclipse, deflagrada em agosto de 2018.
Segundo a PF, o grupo "embaraçava investigações policiais em curso e protegia o núcleo político em troca de vantagens financeiras e políticas". A investigação apurou ainda que a quadrilha vazava sistematicamente informações sobre operações policiais que ainda seriam deflagradas e também contrabandeava equipamentos de contra inteligência para montar "salas seguras", à prova de monitoramento, em órgãos públicos e empresas.
A PF investiga associação criminosa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, corrupção ativa e tentativa de interferir em investigação penal que envolva organização criminosa.
Em nota, a prefeitura de Florianópolis informou que Gean Loureiro concordou em prestar todas as informações e comparecer à PF para depor. "As informações preliminares dão conta de que não há nenhum ato ou desvio de recursos públicos relacionados à prefeitura", afirma a assessoria de Loureiro. 





Correio do Povo

Nasa requer "20 a 30 bilhões de dólares" a mais para voltar à Lua

Dinheiro iria para módulo de pouso lunar, ainda não financiado
 Objetivo fixado pela Casa Branca é novamente enviar americanos à Lua a partir de 2024
A Nasa considera "realizável" o objetivo fixado pela Casa Branca de enviar americanos à Lua a partir de 2024, afirmou nesta terça-feira Jim Bridenstine, chefe da agência espacial americana, e confirmou que são necessários entre "20 e 30 bilhões de dólares adicionais em cinco anos" para consegui-lo. Bridenstine chegou a França para explicar o projeto americano de enviar humanos à Lua, incluindo uma mulher pela primeira vez, a partir de 2024, no âmbito do Salão internacional da aeronáutica e do espaço de Le Bourget (região parisiense).
O presidente Donald Trump assinou em 2017 uma diretiva pedindo à Nasa que envie de novo humanos à superfície de nosso satélite natural. Em um primeiro momento se havia definido a data de 2028. Mas em março passado, a Casa Branca acelerou a agenda e exige agora que os astronautas americanos cheguem à Lua a partir de 2024. "É realizável", afirmou Jim Bridenstine.
A Nasa trabalha há anos nos mega-foguetes SLS e a nave Orion onde viajarão os astronautas. Também se apoiará na indústria privada para que forneça elementos para uma pequena estação que orbite em volta da Lua. Resta o grande problema do módulo de pouso lunar, que depositará os astronautas na Lua e os levará depois de volta e que ainda não está financiado. Entre "20 e 30 bilhões de dólares em cinco anos é a soma adicional que necessitamos para este módulo de pouso lunar", detalhou Bridenstine. 






Correio do Povo

Leilão de ativos da Avianca Brasil acontecerá no dia 10 de julho

TJ suspendeu leilão de maio a pedido da Swissport, que questionou a legalidade do projeto
 Empresa planejava realizar leilão enquanto estivesse operando, mas teve voos cancelados em maio
O leilão de ativos da Avianca Brasil deve acontecer no dia 10 de julho, conforme determinado pelo juiz da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. Por dois votos a um, o colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo liberou, na manhã da segunda-feira, o leilão de ativos da empresa, mas ainda não havia data para acontecer.
O desembargador Ricardo Negrão, relator do caso, foi o único a se posicionar contra o leilão. Ele defendeu que a disputa continuasse suspensa até que se verificasse a legalidade do plano de recuperação da companhia aérea.
A Avianca planejava realizar o leilão enquanto estivesse operando. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no entanto, cancelou no dia 24 de maio os voos da empresa por questão de segurança.
O TJ suspendeu o leilão do começo de maio a pedido da credora Swissport, que questionou a legalidade do projeto da Avianca. O plano de recuperação judicial da empresa prevê a criação e o leilão de sete Unidades Produtivas Isoladas (UPIs), contendo os horários de pousos e decolagens (chamados slots) da Avianca. Latam e Gol fecharam um acordo com Elliott e se comprometeram, cada uma, a ficar com uma dessas UPIs. O Elliot já recebeu US$ 35 milhões de cada empresa.
Para o advogado especializado em Direito Aeronáutico, Felipe Bonsenso, a possibilidade de realização do leilão oferece oportunidade para a Avianca eventualmente quitar parte substancial de suas dívidas. "Além disso, pode ser bastante interessante do ponto de vista de mercado, já que várias companhias aéreas manifestaram interesse na aquisição das UPIs de modo a permitir exploração dos slots nos principais aeroportos e aumento da oferta aos passageiros, inclusive por novas empresas." 




Correio do Povo

Biografia de Gildo de Freitas terá lançamento na Câmara de Vereadores de Viamão

Evento ocorre nesta quarta-feira às 14h30min 

 Gildo Freitas conquistou o Rio Grande do Sul com suas trovas e depois com seus discos
 
Para marcar o centenário do nascimento de Gildo de Freitas, a biografia "O Rei dos Trovadores" será lançada nesta quarta-feira, às 14h30min, na Câmara de Vereadores de Viamão. Com mais de 200 páginas, o livro é uma ampliação do volume 22 da coleção "Esses Gaúchos", lançado em 1985, escrito pelo jornalista Juarez Fonseca. 
Segundo o autor, “O Rei dos Trovadores” é uma louvação à genialidade de Gildo de Freitas, que mesmo depois da morte em Viamão, em 4 de dezembro de 1982, continuou ganhando admiradores, deu nome a ruas, avenidas em vários municípios, CTG e seu estilo de trova integra concursos em 29 cidades. 


Obra ganha ampliação

Ao texto original, reescrito, Fonseca agregou a primeira reportagem feita com Gildo, entrevistas com Luiz Müller, dirigente da Associação de Trovadores, e com os músicos nativistas como João de Almeida Neto (primeiro a trazer Gildo para seu repertório) e Ernesto Fagundes (gravou um disco inteiro com músicas de Gildo). 
Na livro também são relacionados trovadores em atividade no Rio Grande do Sul e músicos seguidores do estilo de Gildo. Para completar, são reproduzidas 40 letras marcantes entre as 170 músicas gravadas pelo compositor gaúcho. 

Prisões e consagração musical 

Apoiada em entrevistas com Teixeirinha, Antônio Augusto Fagundes, Paixão Côrtes, Luiz Menezes, Ayrton dos Anjos e, entre outros, Dona Carminha, viúva de Gildo, a narrativa começa na infância do protagonista e repercute diversos episódios ao longo da sua vida.
Como episódios das prisões por rebeldia, a adesão ao trabalhismo de Getúlio Vargas, a consagração nos programas de rádio, o sucesso nos discos, a visão quase profética para iniciativas como a criação dos bailões – que se tornariam febre no Estado inteiro.
A relação com seu discípulo Teixeirinha ocupa bom espaço no livro, incluindo um capítulo em que o músico e ator gaúcho conta em detalhes uma viagem com Gildo para cantarem em Santa Catarina. 





Correio do Povo

Brasil tem dois gols anulados pelo VAR e fica no 0 a 0 com a Venezuela na Fonte Nova

Empate levou Seleção aos 4 pontos na tabela de classificação do Grupo A da Copa América
 Seleção criou pouco e ficou no 0 a 0 contra a Venezuela
Nos primeiros minutos, parecia que o Brasil iria pressionar a Venezuela e construir vitória tranquila. No entanto, a Seleção diminuiu ritmo aos poucos e quase não criou ao longo do jogo. Com isso, ficou no 0 a 0 e deixou o gramado da Fonte Nova sob vaias da torcida. Com o resultado, chegou a 4 pontos no Grupo A da Copa América. 
O Brasil chegou a ter dois gols anulados pelo VAR no confronto, ambos no segundo tempo. Primeiro, com Gabriel Jesus. Depois, em jogada de Everton, Coutinho marcou, mas juiz também anulou o gol. 
Agora, o Brasil volta a campo pela competição no próximo sábado, às 16h, contra o Peru, na Arena Corinthians, na última rodada da primeira fase da competição. Já a Venezuela encara a Bolívia, na mesma data e horário, no Mineirão.

Brasil começa pressionando, mas não marca 

Diferente da partida contra a Bolívia, Brasil iniciou o jogo em um ritmo mais intenso, marcando presença no campo de defesa venezuelano. Especialmente pela esquerda, com David Neres, Seleção tentou chegar a frente nos minutos iniciais.
Com Firmino e Coutinho bem marcados, time do técnico Tite teve de explorar os lados do campo. Além de Neres, Richarlison também foi bastante acionado. Nos primeiros 15 minutos, posse de bola da Seleção foi superior a 80%. 
Enquanto isso, as chegadas da Venezuela se limitavam a cruzamentos buscando o perigoso Rondón. Em um dos lances, levou vantagem sobre Thiago Silva e cabeceou forte, assustando o goleiro Alisson. 
No final do primeiro tempo, o Brasil diminuiu o ritmo e a pressão não foi tão intensa. Para tentar melhorar a situação, Tite inverteu Richarlison e David Neres, passando o jogador do Ajax para a direita, onde ele atua no clube holandês. O Brasil chegou a marcar no fim do primeiro tempo com Firmino, mas o juiz deu falta de ataque do brasileiro. 

Seleção tem dois gols anulados pelo VAR 

Para tentar mudar as circunstâncias do jogo, o técnico Tite voltou a campo com Gabriel Jesus no lugar de Richarlison. Com isso, David Neres continuou posicionado no corredor direito de ataque, e Jesus entrou pelo lado esquerdo. 
A mudança, no entanto, não surtiu o efeito esperado. Antes dos 15 minutos, Tite tentou de novo. Dessa vez, a alteração foi Fernandinho no lugar de Casemiro, já amarelado. O Brasil chegou a marcar, mas o gol de Gabriel Jesus foi anulado pelo VAR, por condição irregular de Roberto Firmino, responsável pela assistência no lance. 
Aos 27 minutos do segundo tempo, a última tentativa. Everton entrou no lugar de David Neres, completamente apagado na etapa final. No entanto, a troca também não surtiu efeito. Everton até tentou pelos dois lados do campo, mas não era a noite do Brasil. Fim de partida com 0 a 0 amargo na Fonte Nova. 
Nos minutos finais, Brasil chegou a marcar, após bela jogada de Everton. Ele levou bola pro fundo e cruzou na pequena área, para Coutinho marcar. No entanto, desvio em Firmino anulou a jogada, e partida terminou empatada em 0 a 0. 

Copa América 2019 - segunda rodada

Brasil 0
Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho), Arthur e Coutinho; David Neres (Everton), Richarlison (Gabriel Jesus) e Firmino. Técnico: Tite
Venezuela 0
Faríñez; Rosales, Osorio, Villanueva e Hernandez; Moreno, Herrera (Soteldo), Rincón, Machís (Figuera) e Murillo; Rondón (Martínez). Técnico: Rafael Dudamel 
Gols: -
Cartões amarelos: Murillo (Venezuela) e Casemiro (Brasil) 
Árbitro: Júlio Bascuñan (CHI)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA) 
Público: 42.587
Renda: R$ 8.734.480,00 





Correio do Povo