Banner

Banner

sábado, 23 de setembro de 2017

Mega Sena 1971

Resultado de imagem para Mega Sena

DEZENAS SORTEADAS

04
10
41
44
52
54
 
 
 
 
GIGA SENA 

Mignonzitto - o lanche prensado mais gostoso do Oeste de SC


Atendemos em sala climatizada na Rua Paulo Marques, rua da Moto A, próximo à Avenida Getúlio Vargas.

Atendemos todos os dias das 18 às 24 horas.

Tele - entrega pelos telefones 3323 4682 ou 9 8832 8360.

Inter vence o Náutico e reassume a liderança da Série B

Time de Guto Ferreira fez gol no segundo tempo e chegou à mesma pontuação do América-MG, a quem supera em número de vitórias

 

Náutico e Inter se enfrentam em Caruaru, pela Série B (Foto: Ricardo Duarte/Internaciona/Divulgação)
O centroavante Leandro Damião marcou o gol da vitória no início do segundo tempo

O Inter foi a Caruaru (PE) neste sábado e fez o que se espera de um clube grande quando encontra uma equipe frágil na Série B: venceu. Com um gol de Leandro Damião, o Inter bateu o Náutico por 1 a 0 e reassumiu a liderança do campeonato. Na quarta-feira, com D'Alessandro de volta ao time, os colorados terão o jogo-chave para ganhar a Segunda Divisão: o vice-líder, América-MG, no Beira-Rio. O Inter está a cinco vitórias em 13 jogos de deixar a Série B. 
Antes do jogo no agreste pernambucano, com os times já em campo, a arbitragem mandou o Inter trocar o uniforme. Afinal, a camisa 2, a branca com a listra horizontal, não era lá muito diferente da do Náutico, branca com listras verticais. A mudança, porém, foi ordenada após o hino, os cumprimentos entre os atletas, a moedinha pra cima.

De volta a campo, e de vermelho, o Inter com Felipe Gutiérrez e Alemão, a equipe de Guto Ferreira se impôs sobre um time que caminha a passos largos para a Série C. Com 10 minutos de jogo, o Inter poderia estar goleando por 3 a 0. Pottker, depois Sasha e Cuesta perderam chances na pequena área. Um pouco antes, Edenilson bateu da entrada da área a centímetros do travessão.
Mas, apesar da superioridade colorada, o jogo seguia 0 a 0. E um empate que passou a ser o mais adequado para o que se via em campo. O Inter parou depois da avalanche inicial. Aos 24 minutos, Diego Miranda pegou mal na bola e facilitou a defesa de Danilo Fernandes, após falha do miolo da defesa.
O jogo que começou em alta voltagem acabou em blecaute. Um dos lances emblemáticos dos minutos finais foi o perigoso contra-ataque do Náutico interrompido por uma canelada do atacante Iago contra a bola, encerrando o que seria um dos poucos lances ofensivos dos pernambucanos. 
No segundo tempo, o Inter levou um susto logo no primeiro minuto, quando Iago passou fácil por Alemão e Danilo Fernandes fez boa defesa. Quatro minutos depois, porém, o time de Guto Ferreira voltou a se impor e fez 1 a 0. Edenilson cruzou na área e Leandro Damião, à la Dadá Maravilha, saltou soberano e mandou de cabeça, sem chances para a defesa de Jefferson. 
Em desespero, com a aproximação da Série C, o Náutico foi ao ataque. E deixou generosos espaços para os contra-ataques. Aos 24, Pottkter passou a dribles por dois marcadores e bateu cruzado, mas Jefferson fez uma grande defesa. Em seguida, Damião sofreu pênalti de Aislan, mas o árbitro nada marcou.
O jogo parecia tão na mão do Inter que, aos 32, por pouco o Náutico não marcou. Cuesta permitiu que Rafael Oliveira entrasse as suas costas e o atacante só não marcou porque furou em bola na hora do chute, cara a cara com Danilo Fernandes. Ao final, o Inter conseguiu manter o Náutico longe do gol e garantiu uma vitória fundamental para começar a deixar a Série B. 



Zero Hora

Homem fica ferido após perder controle de motocicleta e colidir com árvore em Chapecó

Um homem ficou ferido em um acidente de trânsito na noite desta última sexta-feira (22), na rodovia SCT-480, em Chapecó/SC.

O acidente aconteceu quando o condutor da motocicleta Yamaha, com placa MCQ-2893 de Chapecó, perdeu o controle da direção e colidiu em uma árvore após derrapar na pista.

Com a colisão, o homem ficou ferido e foi socorrido pelos Bombeiros, após receber o atendimento médico inicial, ele foi conduzido até o Hospital Regional do Oeste (HRO).

A identidade da vítima e também o estado de saúde não foi divulgado pelos Bombeiros.



Adriane Siqueira / Roberto Lorenzon

Três feridos em colisão frontal na BR 480


Uma colisão frontal entre dois automóveis na tarde deste sábado(23), na BR 480, resultou em três pessoas feridas. Com o choque, um dos veículos saiu da pista e caiu em uma área alagada. No veículo estavam Marcelo Marcos Balestrin(34) que conduzia o automóvel e Alex Martins(30). Os dois foram atendidos no local e removidos para atendimento médico, por socorristas do SAMU. 

Os bombeiros precisaram usar o desencarcerador para remover uma mulher que viajava no banco do carona e ficou presa nas ferragens. Marines Spazin(54) foi removida pela equipe de resgate do Corpo de Bombeiros e permanece recebendo tratamento médico n o Hospital municipal Santa Terezinha. O condutor do Santana não se feriu.

Auonline

Lei das Doulas é regulamentada em SC; veja direitos e deveres estabelecidos em lei

 Presença de doulas é permitida em todo o estado (Foto: Ana Carolina de Souza e Silva/Arquivo Pessoal)

Mais de um ano e meio após ser sancionada em Santa Catarina, a Lei das Doulas foi regulamentada. O decreto, assinado pelo governador Raimundo Colombo, foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Estado de quarta-feira (20).
Conforme o texto, maternidades, casas de parto e unidades hospitalares públicas e particulares são obrigadas a permitir a presença de doulas - profissionais que se dedicam a proporcionar conforto físico e emocional às mulheres que as contratam- antes, durante e no período imediato após o parto. 

Veja os pontos principais do decreto 

 

  • cabe à mulher que vai ter o bebê a escolha livre de quem será sua doula, seja remunerada ou voluntária
  • mesmo com uma doula, a mulher continua tendo direito a um acompanhante no momento do parto, que pode ser o marido ou outra pessoa escolhida por ela
  • as doulas precisarão apresentar documentação exigida pela lei 16.869, de 2016, para entrar em uma unidade de saúde. Após o primeiro atendimento em um desses locais, basta apresentarem um termo de autorização para entrarem. E quando a gestante estiver em trabalho de parto, uma eventual demora na análise dos documentos não pode impedir as doulas de acompanharem o parto
  • caso a doula tenha de ser substituída de última hora, a análise dos documentos poderá ser feita ao mesmo tempo em que a gestante é internada
  • as doulas poderão levar seus próprios materiais de trabalho, desde que condizentes com as "normas de segurança e ambiente hospitalar".
  • doulas podem participar de todos os tipos de parto, mesmo prematuros
  • no caso de cesária, a doula pode entrar no centro cirúrgico, devidamente paramentada
  • doulas não podem fazer procedimentos médicos ou clínicos, 'bem como procedimentos de enfermagem ou de enfermagem obstétrica'.
O projeto, de autoria dos deputados Darci de Matos (PSD) e Angela Albino (PCdoB), foiaprovado na última sessão de 2015 na Assembleia Legislativa e foi sancionado sem vetos pelo governador, em janeiro de 2016. 




G1  SC

Atleta da base do Figueirense e a mãe morrem após batida entre carro e caminhão em SC

 
Duas pessoas morreram e três ficaram feridas após a batida entre um carro e um caminhão em Rancho Queimado, na Grande Florianópolis, na noite desta sexta-feira (22), informou o Corpo de Bombeiros. A colisão ocorreu na BR-282.
Paulo Vitor dos Santos, de 14 anos, era atleta das categorias de base do Figueirense e estava no carro em companhia da mãe, Neusa dos Santos de 43 anos que também morreu no acidente. Dois irmãos de Paulo, um de 2 e outro de 4 anos, ficaram feridos gravemente. O pai deles teve ferimentos leves.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida ocorreu por volta das 19h próximo ao km 63. O carro, um Vectra, bateu de frente com um caminhão.
De acordo com a PRF, após o acidente a rodovia ficou totalmente interrompida por cerca de uma hora e meia nos dois sentidos. O trânsito fluía normalmente às 22h20min.





G1 SC

VENDE-SE SUPERMERCADO

Vende-se supermercado com mais de 30 anos de história na principal rua do Bairro Passo dos Fortes.

Interessados ligar para Cláudio Ioriatti no telefone 9 8425 4653.

Valor a combinar.

Verità Moda



Está literalmente aberta a temporada de moda praia para as mamães babar e as filhinhas arrasar. 😍👙☀

#Verità #VemPraVerità #melhoresmarcas #qualidade #moda #primavera #verão #MarRio

Na Av. Getúlio Vargas 676-N no centro de Chapecó, atendimento até às 17 horas neste sábado.

Chapecó - Apreensão de crack

Crack, dinheiro e uma lâmina usada para fracionar a droga foram encontrados no local (Foto: Polícia Militar)

A Polícia Militar apreendeu crack e dinheiro em um ponto de tráfico, no início da tarde desta sexta-feira, dia 22, em Chapecó. A apreensão ocorreu por volta de meio dia, em uma residência localizada no bairro Bom Pastor.

Conforme informações do ClicRDC, os agentes se deslocaram até o endereço onde supostamente haveria um ponto de tráfico e avistaram a casa com as portas abertas.

Ao adentrarem a residência, os policiais encontraram um prato contendo diversas pedras de crack de diversos tamanhos sobre a mesa. Uma lâmina usada para fracionar a droga também foi encontrada no local, juntamente com R$ 250 em dinheiro.

Um homem que estava na residência acabou assumindo posse das drogas que totalizavam quatro gramas. O suspeito relatou que havia comprado as pedras para revender em seguida.

O homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis.


PM / Oeste Mais

COMÉRCIO DE CARNES SABADINI 3323-7190




CENTRALMAQ EMPILHADEIRAS 3324-1488

Automóvel invade pátio de residência após colidir em cruzamento em Chapecó


O muro de uma residência ficou destruído após ser atingido por um automóvel em Chapecó.

Dois automóveis acabaram colidindo em um cruzamento do Bairro Esplanada. Desgovernado, o VW Passat acabou invadindo o pátio de uma residência ao bater e quebrar o muro.

Segundo a Polícia Militar, o motorista do Passat não possuía habilitação e o veículo estava com o licenciamento atrasado. O condutor foi autuado e o automóvel recolhido ao pátio de apreensões.

Já a motorista do outro veículo, um VW Voyage, sofreu ferimentos leves e foi encaminhada ao hospital para atendimento médico.


Tudo sobre Xanxerê

Colisão entre veículos deixa uma pessoa ferida na SC-150


Uma colisão entre dois veículos deixou uma pessoa ferida na tarde desta sexta-feira (22) na SC-150, na divisa entre Lacerdópolis e Ouro. O acidente, registrado por volta das 13h50min na entrada para Linha Nossa Senhora das Graças, envolveu a camionete Ford Ranger, placas BAF 37 60 de Fazenda Rio Grande/PR, e o Peugeot 206 Soleil, placas CZD 1326 de Lages.
Com a pancada, os airbags dos dois veículos foram acionados, no entanto, os condutores saíram ilesos. Já o carona do Peugeot, sofreu uma pancada na cabeça e apresentava escoriações nas mãos. Ele foi encaminhado pelos Bombeiros à emergência do Hospital Nossa Senhora das Dores de Capinzal. 
A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) realizou o levantamento fotográfico e confeccionou o Boletim de Ocorrência.

Caco da Rosa

Carro com placas de Concórdia é atingido por veículo sem freios em Seara


Acidente de trânsito com elevados danos matérias foi registrado por volta das 09h30 desta sexta-feira na rua do Comércio em Seara. Colisão próximo ao mercado Tártari envolveu três veículos, mas ninguém ficou ferido.
Um furgão Kia, com placas QIL 8232, de Lages, conduzido por André Rosa,  ficou sem freios e colidiu na traseira do Fiat/Uno com placas MBB 9989 de Concórdia, conduzido por Rudinei Santos. O Uno foi projetado para frente e bateu na traseira de um outro caminhão, um graneleiro com placas de Catanduvas.
Os danos materiais mais elevados foram registrados no Fiat/Uno que ficou sobre o canteiro central. Polícia Militar esteve no local fazendo os levantamentos necessários.

Belos Montes / Atual FM

Verità moda



Na Avenida Getúlio Vargas 676-N no centro de Chapecó-SC.

O risco da radicalização

 O risco da radicalização



A fala do general provocou o maior alvoroço no País. Apesar disso, em entrevista na noite de terça-feira 19 ao jornalista Pedro Bial, da TV Globo, Villas Bôas foi taxativo: “Punição não vai haver. Essa questão já está resolvida internamente”, disse o comandante, acrescentando: “A maneira como Mourão se expressou deu margem a interpretações amplas, mas ele inicia a fala dizendo que segue as diretrizes do comandante”. Ainda chamou Mourão de “um grande soldado, uma figura fantástica”. E ateou ainda mais lenha à fogueira ao dizer que “a Constituição concede às Forças Armadas um mandato para intervir se houver no País a iminência de um caos”. Não é verdade. De acordo com o artigo 142 da Constituição, as Forças Armadas podem agir, desde que “sob a autoridade suprema do presidente da República”. Em nenhum lugar da Carta Magna está escrito que o caos confere um “mandato” para atuar à revelia do presidente. O que Villas Bôas deveria ter feito, e não o fez, foi punir o subordinado.
Claro, quando a existência de uma reunião prévia com a participação do Alto Comando do Exército vem à tona, tudo faz mais sentido. Como é que o Comandante do Exército, o general Villas Boas, poderia aplicar uma sanção a um subalterno que tornou público um dos cenários debatidos num encontro em que ele mesmo estava presente, participou da abertura dos trabalhos e comandou as discussões? Não poderia, evidente, e, por isso, não puniu. Em audiência no dia seguinte, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, defendeu ao menos uma reprimenda pública a Mourão, ao que o comandante do Exército de novo resistiu. Ficou combinado apenas que Villas Bôas conversaria com o subordinado para deixar claro que a voz oficial do Exército é a dele e de mais ninguém. Coube aos comandantes militares da Marinha, Exército e Aeronáutica defender publicamente, por meio de comunicados, o respeito à Constituição, aos poderes constituídos e aos princípios democráticos.
Mero formalismo. Embora não lidere nenhum movimento de insurreição militar, o general Mourão conta com amplo apoio não só do comando do Exército, como da tropa. No início da semana, o coronel Muniz Costa distribuiu para um grupo de companheiros de farda uma carta sob o título “Do que falou o General”. Nela, promoveu uma contundente defesa do general: “Quando um general de quatro estrelas afirma que o Exército tem planejamentos para atuar na eventualidade de uma falência das instituições nacionais, num momento que o País enfrenta a mais grave crise em mais de cinquenta anos, as cassandras do ‘pseudolegalismo’ se agitam”, afirmou. O primeiro comandante da Força de Paz no Haiti (2004), general da reserva Augusto Heleno, seguiu na mesma toada.“Meu apoio irrestrito ao respeitado chefe militar (Mourão). É preocupante o descaramento de alguns políticos, integrantes da quadrilha que derreteu o País, cobrando providências contra um cidadão de reputação intocável”. Outro que demonstrou estar no mesmo compasso de Mourão foi o general de Brigada Paulo Chagas. A seu grupo de amigos nas redes sociais afirmou que num cenário de um caos total, os militares não poderiam ficar “inertes aguardando ordens”. O presidente da Associação de Oficiais da Reserva do Distrito Federal, o tenente Rômulo Nogueira, foi além, ao divagar sobre uma eventual queda de Temer. “Quem assume? O rapazinho lá, não sei o quê Maia. Será que ele teria pulso forte para dar uma ordem? Num clamor, numa desordem, alguém tem de tomar conta da casa”.
A população minimamente instruída precisa ficar alerta a manifestações dessa natureza. Pouco importam os panos quentes manuseados pelos militares, ao longo dos últimos dias, para abafar o indisfarçável. É inadmissível qualquer vestígio, rastro ou laivo capaz de representar uma chance mínima que seja de retrocesso de 53 anos na história do País. A retrospectiva histórica ensina: militar não tem de se arvorar a fazer política. Cabe constitucionalmente às Forças Armadas a garantia da ordem interna e das fronteiras. Quando os militares se meteram a fazer política, pela última vez, mergulharam o País em 21 anos de trevas, os quais não podemos esquecer para que jamais novamente aconteça.


FILME REPETIDO


Em 2015, o mesmo Mourão havia sido afastado do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre, depois de tecer críticas a presidente Dilma, dizendo que seu governo era corrupto e incompetente – o que não constituía uma mentira, por óbvio. Mas tratava-se de uma insubordinação. Punido, Mourão foi transferido para Brasília, onde assumiu o cargo de Secretário de Finanças do Exército, sua atual função, uma das mais importantes na força. Por isso, as perguntas que mais circulavam em Brasília na última semana eram: o que aconteceria agora? O general perderia o cargo e seria preso por pregar uma intervenção militar no País? Seria repreendido? Nem uma coisa, nem outra.
Pelo sim, pelo não, a ordem unida no Planalto é de baixar a bola. Na verdade, desde que assumiu o poder, o presidente Michel Temer evitou criar embaraços às Forças Armadas. Por exemplo, bastou um ranger de dentes para que os militares fossem retirados da reforma da Previdência. Depois de uns muxoxos, também ficaram imunes à proposta de congelamento dos salários dos servidores federais. De outro lado, não convém desconsiderar que prevalece entre setores da caserna o espírito corporativista. Apesar de o governo tê-los poupado de eventuais maldades, há uma espécie de sentimento de sabotagem ao estado de penúria experimentado pelas Forças Armadas desde 2012 pelo menos. Nos últimos cinco anos, o Orçamento despencou de R$ 17,5 bilhões para R$ 9,7 bilhões.


ISTO É

Sul do BR tem chuva forte no fim de semana

Áreas de instabilidade se intensificam sobre a Região


A fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai entrou na primavera coberta de nuvens e chuva, contrastando com calor e o sol forte que predominou sobre o Sul do Brasil na sexta-feira, 22, marcando o início da nova estação. Em Iraí, no noroeste gaúcho, a temperatura chegou aos 37,1°C na última tarde do inverno, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia.
Áreas de instabilidade se intensificam e se espalham sobre a Região Sul do Brasil nas próximas 24 horas e o primeiro fim de semana da primavera será marcado por muitas nuvens e chuva sobre a Região. Estas áreas de instabilidade devem formar uma frente fria.
Acompanhe a formação da nebulosidade pelas imagens de satélite.
Neste sábado , a chance de chuva é baixar só para o norte do Paraná, apesar do aumento da nebulosidade esperado ao longo do dia. O calor será intenso e norte paranaense deve registrar as maiores temperaturas do Sul no fim de semana . A chuva diminui na fronteira com Uruguai, mas a maioria das outras áreas da Região Sul podem ter fortes pancadas de chuva moderadas a fortes e com raios principalmente à tarde e à noite. A sensação ainda será de ar abafado, mas a temperatura cai em relação aos últimos dois dias.
Para o domingo , a previsão é de enfraquecimento da instabilidade sobre o Rio Grande do Sul. O sol deve predominar no estado. Mas em Santa Catarina e no Paraná, o tempo fica instável , com previsão de mais chuva principalmente à tarde e à noite. A chuva não é generalizada, mas pode cair moderada a forte em alguns locais. Confira a previsão para a Região Sul para cinco dias.

Chuva nas capitais

Em Porto Alegre, o primeiro dia da primavera será com predomínio de céu nublado e chuva . A temperatura fica amena o dia todo. O sol reaparece no domingo e não deve chover.
Para Florianópolis e Curitiba, a previsão e de aumento de nebulosidade no decorrer do sábado, mas a chuva só deve vir à tarde e à noite . Pode chover com moderada a forte intensidade e o ar fica abafado.
As duas capitais passam o domingo com muitas nuvens, temperatura amena e condições para chuva a qualquer hora .

Mais chuva à vista

Acompanhe diariamente a previsão para a Região Sul. A próxima semana terá mais chuva já na segunda-feira e uma frente fria está prevista para a terça-feira, 26 de setembro. 




ClimaTempo  /  Diário Catarinense

Conflito de atribuições das polícias de SC chega à Justiça


Um conflito de atribuições das polícias Civil e Militar de Santa Catarina alimenta nova polêmica entre as instituições e estabelece um impasse na linha de frente das tropas: não há consenso sobre quem deve investigar as mortes causadas nos confrontos entre suspeitos e policiais militares. A Secretaria do Estado da Segurança Pública estabeleceu normas na tentativa de contornar o problema, inclusive com o aval dos comandos, mas as entidades que representam delegados e oficiais mantêm posições contrárias nos bastidores. A discussão chegou à Justiça e a própria determinação da secretaria está sendo contestada.
De um lado, a Associação dos Delegados de Polícia de SC (Adepol) reforça que é atribuição da Civil investigar todas as mortes. A Adepol adota discurso crítico contra a atuação militar e já disparou nota oficial acusando a PM de desrespeitar a Constituição. 
Entre os militares, por outro lado, há oficiais que defendem a atribuição da corporação para investigar mortes em confronto. O entendimento é de que se tratam de crimes militares, conforme prega a Associação de Oficiais Militares de SC (Acors). Com essa justificativa, a Polícia Militar tomou a frente das investigações de pelo menos três casos recentes com mortes de suspeitos nos últimos meses. 
Em um deles, dia 4 de setembro, dois suspeitos foram mortos na cidade de Brunópolis, no Meio-Oeste, durante o assalto a uma cooperativa agrícola. Armas e demais objetos foram levados ao quartel da PM. Para a Associação dos Delegados, o caso representou o estopim de uma nova crise entre as polícias. A apuração dos fatos só foi repassada à Polícia Civil mais tarde, por intervenção da Justiça. 
Um dia depois da ocorrência em Brunópolis, desta vez em Balneário Piçarras, situação parecida levou a PM novamente a tomar a frente na investigação de uma morte provocada por militares em serviço. Os episódios ocorreram mesmo depois da publicação de uma resolução interna do secretário de Segurança Pública (SSP), César Grubba, em 23 de junho, de que as investigações de homicídio devem ficar a cargo da Polícia Civil. 
Por entender que houve insubordinação em relação a uma ordem superior, a SSP e o comando-geral da PM determinaram que a conduta dos oficiais envolvidos nas ocorrências em Brunópolis e em Piçarras seja apurada em um procedimento penal militar e administrativo. Em resposta, a Acors ajuizou na última quinta-feira um habeas corpus preventivo no Tribunal de Justiça contra a determinação da cúpula da segurança. 
A ação tem o objetivo de impedir que os oficiais sejam alvos de apuração ou venham a sofrer privação de liberdade. O TJ-SC ainda não se manifestou no caso. A resolução da SSP que define a Polícia Civil como responsável por investigar as mortes provocadas pela PM segue uma recomendação do Ministério Público. 
O MP se manifestou após a morte de um jovem em confronto com a PM em Florianópolis, no Norte da Ilha. em maio. O batalhão da região havia determinado a instauração de um inquérito policial militar (IPM) para apurar o caso. Policiais civis não tiveram acesso imediato ao local dos fatos e às evidências apreendidas. 
Dias depois, a justiça decidiu que caberia à Civil abrir inquérito — como consequência dos desentendimentos, nenhum depoimento foi tomado. 


Comandos evitam falar sobre polêmica 


As cúpulas das polícias Civil e Militar evitam repetir o tom inflamado das entidades que representam oficiais e delegados. O comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm, disse à reportagem apenas que determinou o cumprimento da portaria da SSP e sua maior preocupação é dar resposta à criminalidade.  
O delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, também defendeu que a resolução da secretaria seja respeitada e que o momento não é adequado para discutir atribuições. Nitz também diz acreditar que o conflito mais recente, em Brunópolis, tenha sido um caso isolado, por desconhecimento das regras ou equívoco dos envolvidos. 
– Não posso negar que se criou um mal-estar, mas isso está dirimido. O momento atual exige bom-senso, não se permite mais caprichos ou vaidades. A sociedade exige que as polícias trabalhem em conjunto. Não quero crer que no momento atual que a gente vive, com a criminalidade aumentando e facções criminosas, polícias fiquem discutindo o que a própria Constituição diz o que cabe ou o que deve cada uma delas fazer — minimizou. 
A Secretaria da Segurança Pública informou que o comando da PM já determinou instauração de sindicância para apurar o não cumprimento da portaria. Em nota, a pasta negou que exista conflito. “Existe sim o inconformismo de uma entidade que deseja fazer prevalecer seus pontos de vista. Ademais, se essa associação está inconformada com a recomendação, deveria buscar apoio no Judiciário”, respondeu a SSP. 


Projeto de ciclo completo tramita na Câmara dos Deputados


A tese de que todas as polícias tenham autonomia para atuar e na repressão e investigar ganhou força recentemente. Tramita na Câmara dos Deputados uma proposta de emenda à constituição (PEC) de autoria do deputado Subtenente Gonzaga (PDT) que prevê o ciclo completo de polícia. Atualmente parado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o projeto prevê autonomia de todas as instituições de segurança para trabalhar nos diferentes eixos de prevenção e apuração dos crimes. 
A Polícia Militar, por exemplo, teria poder para reprimir e investigar. O mesmo ocorreria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e as guardas municipais. Ou seja, em uma ocorrência, os policiais militares poderiam fazer o registro e já iniciar a apuração do caso. O objetivo, porém, segundo Gonzaga, não é reduzir os impasses entre as corporações: 
– Não sei se resolve o conflito, mas trará uma melhor para a população. Estatisticamente somos um dos piores países do mundo em índices de criminalidade, os piores em elucidação de crimes da América Latina e temos uma população carcerária gigantesca. O ciclo completo é um contraponto ao modelo atual conhecido como meia polícia. Atualmente, as informações de autoria e materialidade da PM e da PRF, ainda que vinculadas ao inquérito, não são aproveitadas. 
O deputado pondera que a ideia não é acabar com nenhuma das forças. Mesmo assim, ele admite resistência por parte de delegados das polícias Civil e Federal, que reclamam da perda de espaço. 
– Não haverá perda de poder, mas perda de exclusividade. Eles reclamam porque têm na mão o poder de investigar. 




Diário Catarinense

Marcelo é cortado da Seleção e Tite chama Alex Sandro como substituto

Lateral sofreu lesão pelo Real Madrid

Marcelo sofreu lesão em derrota do Real Madrid para o Betis no Espanhol | Foto: Gabriel Bouys / AFP / CP
Marcelo sofreu lesão em derrota do Real Madrid para o Betis no Espanhol 

Foto: Gabriel Bouys / AFP / CP


A comissão técnica da Seleção Brasileira decidiu cortar o lateral-esquerdo Marcelo e convocar Alex Sandro, da Juventus, para os dois últimos jogos das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. A mudança se deve a uma lesão muscular que o jogador do Real Madrid sofreu na perna esquerda na derrota do time para o Betis, na última quarta-feira, pelo Campeonato Espanhol.
"O Real Madrid foi muito solícito e enviou os exames realizados pelo Marcelo. Após analisarmos, ficou clara a necessidade de uma recuperação maior, o que impede sua participação nos próximos jogos", disse o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, em comunicado publicado no site da CBF.
Mais cedo, o clube espanhol publicara curto comunicado em seu site oficial em que informava que "exames realizados por Marcelo no Hospital Universitário Sanitas La Moraleja diagnosticaram uma ruptura fibrilar de grau 2 na parte posterior do bíceps da perna esquerda" do lateral.
Como de costume em casos de lesão de seus jogadores, porém, o clube não estabeleceu um prazo previsto de afastamento do atleta e apenas se limitou a dizer que o retorno aos gramados estará "pendente de evolução" da lesão.
A seleção brasileira começa a se apresentar na Granja Comary no domingo, 1º de outubro, onde fará três treinos. O time encara a Bolívia, em 5 de outubro, em La Paz, e encerra sua participação nas Eliminatórias diante do Chile, cinco dias depois, no Allianz Parque, em São Paulo.
Com Marcelo fora, o Real contabiliza seis desfalques provocados por problemas físicos para o jogo deste sábado contra o Alavés, fora de casa, pela sexta rodada do Campeonato Espanhol. Além do
brasileiro e de Theo Hernández, o time não conta ainda com Jesús Vallejo, Karim Benzema, Mateo Kovacic e Toni Kroos.
Instáveis nesta edição de competição nacional, os atuais campeões nacionais ocupam apenas a oitava posição da tabela de classificação, com oito pontos em cinco jogos disputados. O líder e único time com 100% de aproveitamento até aqui é o Barcelona, que tem 15 pontos.



Estadão  /  Correio do Povo

Horóscopo de sábado 23 de setembro de 2017

ÁRIES - 21 de março a 20 de abril

Elementos favoráveis pela aproximação de pessoas experientes. Dinheiro: novo fator de vantagem que você deve reconhecer e somar a sua forma de lidar com valores. Abra-se a conselhos e orientação dos mais próximos.

TOURO - 21 de abril a 20 de maio

Dia será marcado por ânimo e comportamento que apontam a busca pela independência. Isto pode revelar confrontos desnecessários com as pessoas. Evite gastos por impulso. Molde comportamento às diferenças entre as pessoas.

GÊMEOS - 21 de maio a 20 de junho

Quadro de valor maior ao raciocínio. Avalie melhor suas atitudes recentes. Interesses: momento favorável. Não se acomode e procure se realizar com mais empenho e dinamismo, condicionando-se mentalmente para a boa convivência.

CÂNCER - 21 de junho a 21 de julho

Determinação e persistência na busca de objetivos que lhe são importantes. Segurança e firmeza no agir são fatores de conquista e de rumo seguro no cotidiano. Tudo agora o compensa. Realizações de bom significado.

LEÃO - 22 de julho a 22 de agosto

Decisões e concepções pessoais com pendências domésticas, mantidas por falta de diálogo, podem exigir revisão e mudanças. Evite envolver-se com dinheiro alheio. Altere forma de encarar pessoas e fatos; evite divergências fúteis.

VIRGEM - 23 de agosto a 22 de setembro

A diversidade de seus interesses pode trazer-lhe inconvenientes e problemas derivados da falta de concentração. Atente aos compromissos. Vida pessoal: sábado que mostra boa forma de se comportar na intimidade.

LIBRA - 23 de setembro a 22 de outubro

Apego a coisas passadas e boa convivência em família fazem este fim de semana especial em sentimentos e forma de expressá-los. Ganhos imprevistos e surpresas com o trabalho. Boa posição para a vivência íntima.

ESCORPIÃO - 23 de outubro a 21 de novembro

Acentuadas vantagens pessoais e presença de fatores de compensação na lida com problemas em família. Acentuam-se o senso criador e a capacidade de inovar e se adaptar. Vida pessoal: carência afetiva e emocional.

SAGITÁRIO - 22 de novembro a 21 de dezembro

Afirmação no comportamento junto a amigos e pessoas próximas. Modere seu senso crítico. Elementos trazem compensações materiais. Com íntimos, seja um pouco mais condescendente e tolerante nos seus julgamentos.

CAPRICÓRNIO - 22 de dezembro a 20 de janeiro

Força do trânsito da Lua fora de curso influencia ações voltadas à desconfiança e à dúvida. Interesses: seja prudente com seus gastos. Vida pessoal: disposição para enfrentar desafios e exigências do cotidiano.

AQUÁRIO - 21 de janeiro a 19 de fevereiro

Lua chega ao seu signo à tarde, moldando quadro que valoriza suas ações e emoções. Maior interesse pela comunicação e pela palavra. Vida pessoal: bom posicionamento lunar também o favorece nos compromissos afetivos.

PEIXES - 20 de fevereiro a 20 de março

Quadro mostra merecedor de atenções e cuidados, com elementos positivos a moldar sua forma de agir em família. Compensação para atitudes que surgem da participação de amigos no trabalho. Harmonia na intimidade. 
 
 
 
 
Correio do Povo

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Mignonzitto - o lanche prensado mais gostoso do Oeste de SC



Atendimento todos os dias das 18 às 24 horas.

Na Paulo Marques, em sala climatizada, rua da Moto A, próximo á Av. Getúlio Vargas.

Tele - entrega pelos telefones 3323 4682 ou 9 8832 8360.

VENDE-SE SUPERMERCADO


Vende-se supermercado com mais de 30 anos de história na principal rua do Bairro Passo dos Fortes.

Interessados ligar para Cláudio Ioriatti no telefone 9 8425 4653.

Valor a combinar.

Seleção Brasileira fará amistoso com o Japão em novembro, na França

Com o fim das Eliminatórias Sul-Americanas de aproximando e a classificação para a Copa do Mundo já assegurada, a Seleção Brasileira começa a voltar o seu foco para alguns amistosos internacionais até desembarcar na Rússia. Depois de acertar um duelo contra a Alemanha, marcado para março de 2018, a CBF agendou um confronto contra o Japão para o dia 11 de novembro deste ano, no estádio Pierre Mauroy de Villeneuve-d'Ascq, em Lille, na França.
Quem publicou a informação em primeira mão foi o jornal La Voix du Nord, que é de Lille. Segundo o veículo, a partida contará com o auxílio do árbitro de vídeo e foi idealizada pelo atual técnico da seleção japonesa, Vahid Halilhodzic, que também acumula passagens pelo Paris Saint-Germain e Lille.
Depois de testar a equipe contra as principais forças sul-americanas, o técnico Tite pretende colocar seus jogadores à prova diante de outras escolas de futebol, a asiática é uma delas. Justamente por isso, o amistoso contra o Japão, que também já garantiu uma vaga para a Copa do Mundo da Rússia, será importante na preparação da Seleção Brasileira rumo ao Mundial. 




 Gazeta Esportiva

Após morte de herdeira da L'Oreal, quem são as mulheres mais ricas do mundo?

Liliane Bettencourt acumulava um patrimônio líquido estimado em 33 bilhões de euros; ela morreu nesta semana, aos 94 anos.


Liliane Bettencourt, a mulher mais rica do mundo, morreu nesta quinta-feira em Paris, aos 94 anos.

Liliane Bettencourt
Liliane Bettencourt
Foto: BBCBrasil.com
Herdeira da empresa de cosméticos L'Oreal, ela acumulava um patrimônio líquido estimado em 33 bilhões de euros (R$ 123 bilhões).
Mas e agora, quem assume agora o posto de dona da maior fortuna do globo? E quem lidera o ranking quando se trata do Brasil?
Confira os nomes, segundo a lista da Forbes:

As mais ricas do mundo


Alice Walton
Alice Walton
Foto: BBCBrasil.com
1. Alice Walton - patrimônio líquido de US$ 33,8 bilhões (R$ 105,7 bilhões)
Ela aparece em 17º lugar na lista de bilionários da Forbes deste ano, três posições atrás de Bettencourt, e agora ocupa o primeiro lugar entre as mulheres.
Única filha de Sam Walton, fundador da rede de supermercados Walmart, a americana de 67 anos tem um patrimônio líquido estimado em US$ 33,8 bilhões.
Diferentemente dos irmãos, Walton se afastou dos negócios da família e se concentrou nas artes, tornando-se presidente do Museu Crystal Bridge de Arte Americana, localizado na cidade natal da família, Bentonville, no Arkansas.
2. Jacqueline Mars - patrimônio líquido de US$ 27 bilhões (R$ 84,4 bilhões)
Número 26 da lista global da Forbes, ela possui um terço da Mars, uma das maiores marcas de produtos alimentares do mundo - os outros dois terços estavam divididos entre seus irmãos até a morte de Forrest Mars Jr., no ano passado.
Ela trabalhou para a empresa da família por quase 20 anos e fez parte do conselho até 2016.
Agora, aos 77 anos, é descrita como uma filantropa, fazendo parte de conselhos da Ópera Nacional de Washington e do Arquivo Nacional, entre outros.
3. Maria Franca Fissolo - patrimônio líquido de US$ 25,2 bilhões (R$ 78,8 bilhões)
Primeira europeia da lista, a italiana é viúva de Michele Ferrero, empresa do célebre bombom Ferrero Rocher.
A empresa, que também produz o Nutella, o Kinder e os Tic Tacs, é agora administrada por seu filho Giovanni.
Ela vive em Mônaco.
4. Susanne Klatten - patrimônio líquido de US$ 20,4 bilhões (R$ 63,7 bilhões)

Susanne Klatten
Susanne Klatten
Foto: BBCBrasil.com
Segunda europeia da lista, a alemã de 55 anos deve sua fortuna a carros e produtos farmacêuticos.
Ela herdou 50% da empresa química Altana AG quando seus pais morreram e detém com o irmão quase 50% da BMW.
Desde então, se tornou dona de 100% da Altana, além de ter comprado participações em várias outras empresas que trabalham desde com energia eólica até produção de grafite - assegurando seu lugar na lista.
5. Laurene Powell Jobs - patrimônio líquido de US$ 20 bilhões (R$ 62,5 bilhões)

Laurene Powell Jobs
Laurene Powell Jobs
Foto: BBCBrasil.com
Em quinto lugar (ou 40º no ranking geral), aparece a viúva de Steve Jobs, cofundador da Apple.
A americana de 53 anos criou a organização filantrópica Emerson Collective, que atua em defesa de causas sociais e ambientais.
Ela também é cofundadora do College Track, programa beneficente de educação que ajuda estudantes desfavorecidos.
Além de sua participação de 0,7% na Apple, ela possui 4% da Disney.

As mais ricas do Brasil

1. Maria Helena Moraes Scripilliti - patrimônio líquido de US$ 3,9 bilhões (R$ 12,2 bilhões)
Brasileira mais bem colocada na lista entre as mulheres, Maria Helena é filha de José Ermírio de Moraes, fundador do Grupo Votorantim, um dos conglomerados industriais mais importantes da América Latina, com sede em São Paulo.
No 460º lugar do ranking geral, ela tem participação em empresas financeiras, de cimento, alumínio, papel, energia e relacionadas à agricultura.
2. Rossana Camargo de Arruda Botelho, Renata de Camargo Nascimento e Regina de Camargo Pires Oliveira Dias - patrimônio líquido de US$ 3,1 bilhões cada (R$ 9,6 bilhões)
As três irmãs são acionistas da Camargo Corrêa, conglomerado que atua em diversos setores, como o da construção civil e engenharia.
A empresa foi fundada em 1939 pelo pai delas, Sebastião Camargo, que morreu em 1994, e hoje é uma das empresas investigadas na operação Lava Jato.
As irmãs aparecem empatadas na 630ª posição do ranking mundial de bilionários da Forbes.
3. Dulce Pugliese de Godoy Bueno - patrimônio líquido de US$ 1,8 bilhão (R$ 5,6 bilhões)
A brasileira fundou, em 1972, a Amil com o ex-marido, Edson de Godoy Bueno, que morreu em fevereiro deste ano.
Em 2012, eles venderam 90% da empresa para a seguradora americana UnitedHealth.
Aos 69 anos, ela ocupa o 1.116º lugar do ranking geral.




Terra