terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Repórter da TV Globo por 21 anos, Veruska Donato processa emissora por pressão estética e etarismo

Foto: Reprodução via site Banda B


Veruska Donato está processando a TV Globo por pressão estética, etarismo e demissão ilegal. A jornalista, que trabalhou na emissora por 21 anos, também afirma que só teve sua carteira assinada nos 2 últimos anos.

Repórter da TV Globo por 21 anos, Veruska Donato entrou com um processo contra a emissora. Segundo a jornalista, ela sofria assédio moral para se enquadrar no padrão de beleza imposto pela empresa. O processo, que teve detalhes divulgados pela coluna "Notícias da TV", pode render R$ 13 milhões à jornalista, caso a Globo seja condenada. Recentemente, Bruna Marquezine pagou mais de R$ 31 mil a um ex-motorista após um processo.

Na documentação anexada ao processo, Veruska comprova sua versão com e-mails recebidos de Cristina Piasentini, diretora de Jornalismo da Globo em São Paulo, entre 2008 e 2020, e Ana Escalada, que na época era chefe de redação e que, com a saída de Cristina, passou a ocupar o cargo de direção.

Nas mensagens, ambas cobram que as repórteres usem roupas comportadas e que não marquem quadris e barriguinhas salientes. Pedem ainda que todas mantenham uma dieta equilibrada para evitar o ganho de peso e as unhas feitas. Por causa do passar do tempo, Veruska, que já estava prestes a completar 50 anos, também era cobrada por suas rugas e flacidez da pele.

Veruska Donato desenvolveu Síndrome de Burnout

Por causa da série de pressões estéticas e também cobranças por produtividade no trabalho, Veruska Donato desenvolveu a Síndrome de Burnout, caracterizada por sintomas de estresse e esgotamento físico ligados ao excesso de trabalho.

Depois de uma extenuante cobertura jornalística durante a pandemia da Covid-19, doença que vitimou Paulo Gustavo, entre outros milhares de anônimos e famosos, Veruska saiu de licença médica após ter sua "incapacidade para o trabalho" comprovada pelo INSS. Depois de 77 dias fora da redação, a jornalista foi demitida 5 dias após voltar ao trabalho o que, segundo os advogados que a representam, configura uma prática ilegal, já que a lei trabalhista assegura ao empregado 12 meses de estabilidade [sem justa causa] após doença laboral adquirida.

Na ação, Veruska também pede reconhecimento de vínculo empregatício, pois, segundo ela, a emissora só assinou sua carteira de trabalho nos dois últimos anos de ofício. Em todos os outros anos a jornalista atuou como Pessoa Jurídica.

Procurada pelo "Notícias da TV", a Rede Globo preferiu não comentar sobre o processo.


Claudério Augusto via site Pure People

Colisão entre veículos movimenta os bombeiros na BR-282 em Catanduvas

A Polícia Rodoviária Federal de Concórdia e o Corpo de Bombeiros Militares de Catanduvas foram acionados na tarde para atender acidente de trânsito na BR-282, no município. A batida teria envolvido dois veículos de passeio.

A informação inicial é de que houve vítimas no local, no entanto não foi confirmada a gravidade do acidente. A colisão foi registrada no fim da manhã desta terça-feira, dia 7, por volta das 11h50.

Reportagem em atualização.




Claudério Augusto via site Atual FM

Multa de 120 milhões de pesos chilenos: Como está o buraco gigante do Chile seis meses depois da descoberta?

Buraco misterioso e gigante surge no deserto do Atacama, no Chile — Foto: JOHAN GODOY / AFP PHOTO



Seis meses após a descoberta de um buraco gigante em Tierra Amarilla, no Deserto do Atacama, no Chile, a mineradora que atua na região foi multada pelo governo e há processos judiciais tramitando na Suprema Corte do país.

Não se sabe exatamente como o buraco surgiu, mas o prefeito de Tierra Amarilla, Cristobal Zúñiga, disse à mídia local que se tratava de uma consequência de atividades extrativistas desmedidas realizadas na área. Além disso, há possíveis consequências ambientais para a área ainda sendo investigadas.

O Ministério de Obras Públicas do Chile afirmou que os trabalhos realizados na exploração da mina Alcaparrosa danificaram o Rio Copiapó. Por esse motivo, foi estabelecida a multa máxima prevista no Código de Águas, que é de 120 milhões de pesos chilenos (aproximadamente R$ 700 mil).

A fiscalização do governo determinou ainda que, além da multa, a mineradora Ojos del Salado deve apresentar um plano de monitoramento e acompanhamento da quantidade e da qualidade das águas do rio Copiapó.

A autoridade de mineração da região, o diretor de Rodrigo Sáez, afirmou também que não se sabe a extensão completa dos prejuízos.

“Não se conhece toda a extensão dos seus efeitos [da abertura do buraco] e devemos vigiar cuidadosamente a forma como se desenvolverão os ditos efeitos no futuro, a médio e longo prazo”, disse Saéz.

Processo na Suprema Corte

O Instituto Nacional de Direitos Humanos (INDH) apresentou à Suprema Corte do Chile um parecer afirmando que os moradores da região afetada devem ter informações sobre o desenrolar do imbróglio judicial. O buraco gigante causado pela mineradora teria afetado a vida de pessoas que moram a 500 metros do sumidouro.

A ação do INDH foi realizada após o Tribunal de Justiça de Copiapó negar um recurso da população local, que pediu a preservação da região. De acordo com o tribunal, a situação está "absolutamente controlada", e os órgãos fiscais especializados adotaram "todas as medidas urgentes, necessárias e pertinentes".

O relatório do INDH, no entanto, argumenta que o Estado deve garantir o direito da população de viver em um ambiente sem poluição. O recurso cita ainda o Acordo de Escazu, do qual o Chile é parte desde o último dia 13 de junho, que visa garantir um ambiente saudável para as pessoas.




Claudério Augusto via site g1

Boeing 737 de combate a incêndio cai e pilotos sobrevivem na Austrália

Restos da fuselagem queimada ficaram espalhados pelo descampado na Austrália. REPRODUÇÃO/ABC NEWS




Um Boeing 737 tanque a serviço do governo da Austrália, operado pela Coulson Aviation, caiu enquanto tentava apagar chamas do Parque Nacional do Rio Fitzgerald na última segunda-feira (6). Os pilotos, milagrosamente, sobreviveram e estão bem de saúde após o acidente a cerca de 460 km de distância de Perth.

Únicos a bordo, os dois comandantes foram resgatados do local do acidente por helicóptero e transportados de avião para o hospital local em Ravensthorpe. Ambos sofreram apenas ferimentos leves, de acordo com o ABC News, da Austrália.

O acidente com a aeronave, que fazia transporte de passageiros e foi convertida para combater incêndios, ocorreu por volta das 16h40 no horário local, pouco depois da decolagem do aeropoto de Busselton às 15h25.

As investigações preliminares fez um "pouso horizontal", o que pode ter colaborador para a sobrevivência dos dois. O chefe do Escritório de Segurança em Transporte Aéreo da Austrália, Angus Mitchell, disse que o fato de o toque no solo não ter sido na vertical foi decisivo.

"Um avião grande quando atinge o solo longe de um aeroporto, geralmente, é uma catástrofe", disse Mitchell ao jornal australiano.

As chamas estão sob observação e aumentaram no local, o que configura uma ameaça ao econssistema da região. O incêndio triplicou de tamanho desde que começou na última segunda-feira (6).

Investigação do acidente
Em nota, o Escritório de Segurança em Transporte da Austrália (ATSB, na sigla em inglês) informou que iniciou uma apuração sobre o acidente no Parque Nacional do Rio Fitzgerald, ao sul de Ravensthorpe, na tarde de segunda-feira.

"O ATSB está reunindo uma equipe de investigadores de segurança de transporte de seus escritórios de Perth e Canberra com experiência em operações e manutenção de aeronaves, fatores humanos e recuperação de dados para conduzir a fase de coleta de evidências da investigação", disse em comunicado.

A entidade confirmou que os comandantes serão ouvidos: "Inicialmente, os investigadores procurarão entrevistar os pilotos e testemunhas para entender as circunstâncias do acidente e determinar a acessibilidade do local do acidente com o objetivo de realizar um exame in loco dos destroços da aeronave".

"O escopo da investigação e seu cronograma serão determinados à medida que o ATSB for construindo seu entendimento sobre a natureza do acidente", encerrou.



Claudério Augusto via site R7

Adolescente é suspeita de matar filha após dar à luz e jogá-la em saco de lixo

Adolescente é suspeita de matar filha e descartar em saco de lixo após dar à luz. Foto: Divulgação/Polícia Civil




Um adolescente de 14 anos é suspeita de matar a própria filha recém-nascida logo após dar à luz em casa, segundo informado pela Polícia Civil de Goiás (PCGO) ao Terra. O crime ocorreu na madrugada deste domingo, 5, em Porangatu e é investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da cidade. 

Segundo a polícia, a menina teria afirmado que conseguiu esconder a gravidez de todos os familiares e fez o parto sozinha, no banheiro de sua casa. No entanto, após o início das investigações da morte do recém-nascido, a equipe da PCGO prendeu em flagrante um casal suspeito de auxiliar no crime.

Após realizar o parto, as investigações apontam que, com uma faca, a adolescente, sob influência de estado puerperal e do casal, cortou o pescoço da criança e, em seguida, a colocou no saco de lixo.

De acordo com o apurado até o momento, a menor de 14 anos teve relações sexuais com o companheiro de sua prima, acarretando na gravidez. Durante a gestação, foram várias as tentativas de interrupção por meio de medicamentos abortivos fornecidos pela sua prima e por seu companheiro, pai da criança. Porém, nenhuma das tentativas deu certo.

Após o parto, a mãe perdeu muito sangue e foi levada ao hospital. No local, a equipe de saúde constatou um parto recente e perguntou pela criança. Um familiar que acompanhava menina, por conta própria, foi à residência e encontrou a recém-nascida dentro de uma sacola, levando-a para o hospital. Em seguida, a equipe da Polícia Civil foi acionada e iniciou as investigações. Também foi realizada perícia no local.   

A adolescente recebeu os devidos cuidados médicos e depois foi apreendida, permanecendo à disposição do juízo da infância e juventude de Porangatu, enquanto o casal - prima da menor e companheiro dela - foi encaminhado para a Unidade Prisional, onde aguardarão o desfecho da investigação, já que foram apreendidos celulares que auxiliarão na apuração do caso. 

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos foram autuados por ato infracional análogo a homicídio e crime de homicídio triplamente qualificado, respectivamente.




Claudério Augusto via site Terra

Ex-comandante da PM do DF é preso

Atos golpistas: Ex-comandante da PM do DF é preso. Foto: Divulgação/PM-DF



O ex-comandante de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Jorge Eduardo Naime foi preso pela Polícia Federal (PF), por suspeita de omissão durante os atos terroristas do dia 8 de janeiro, em Brasília. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na manhã desta terça-feira,7, no âmbito da nova fase da Operação Lesa Pátria, que busca identificar os responsáveis pelas invasões às sedes dos Três Poderes. 

Jorge Naime havia sido exonerado pelo ex-interventor federal na segurança pública do DF, Ricardo Cappelli, em 10 de janeiro. Além do ex-comandante, mais 4 mandados de prisão preventiva e temporária foram cumpridos pela PF. Todos os alvos são policiais militares, entre os quais estão, um major, um capitão e um tenente.

As ordens judiciais foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Após as prisões, eles foram encaminhados para o 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), conhecido como “Papudinha”.

Veja quem são os presos:

Coronel Jorge Eduardo Naime — ex-comandante de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF)

Capitão Josiel Pereira César — ajudante de ordens do comando-geral da PMDF

Major Flávio Silvestre de Alencar — investigado por liberar o acesso dos extremistas ao Supremo Tribunal Federal (STF)

Tenente Rafael Pereira Martins

Alvos da Operação Lesa Pátria

Em 20 de janeiro, a Polícia Federal deflagrou a primeira fase da Operação Lesa Pátria após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Desde então, a operação busca identificar os suspeitos de participarem, financiarem ou fomentarem os atos golpistas do dia 8, em Brasília.

Na ocasião, milhares de apoiadores golpistas do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) furaram o bloqueio de segurança montado na Esplanada dos Ministérios e invadiram a sede dos Três Poderes.

Já foram alvos da operação militares, empresários, servidores, além de pessoas próximas ao ex-presidente Bolsonaro. Um dos alvos da terceira fase da Lesa Pátria foi o sobrinho de Bolsonaro, conhecido como Léo Índio. À época, os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços ligados à ele.


Claudério Augusto via site Terra

Empresário filmado estuprando esposa, diz que colocou câmeras no quarto após furto de bebidas

O empresário flagrado dentro do próprio quarto estuprando a esposa foi o responsável pela instalação das câmeras que registraram o crime, segundo informou a vítima ao portal g1.

Juliana Rizzo, de 34 anos, contou que Ricardo Penna Guerreiro colocou o equipamento no local ainda no início do relacionamento, suspeitando que a própria filha ou funcionários estivessem furtando bebidas.

Suspeita sobre a filha

Ricardo tinha um espaço no quarto destinado ao armazenamento de bebidas alcoólicas. O casal fazia muitas viagens, e o marido constantemente reclamava que a filha - hoje com 18 anos - estaria usufruindo dos itens.

"Ele sentia falta de bebida e, por conta da filha ser adolescente e [desconfiando] até mesmo de funcionárias, colocou câmeras na casa toda. No era só no quarto, mas tinha na sacada, próximo ao quarto de funcionários, lavanderia, só não tinha nos banheiros", relatou Juliana.

Estupros com vítima dopada

A vítima era estuprada e agredida por Ricardo enquanto estava dormindo, dopada por antidepressivos e calmantes. Com acesso às imagens por meio de seu celular, ela decidiu denunciá-lo.

"Eu sabia que a filmagem ficava por uma semana, sempre ia lá e via o que tinha acontecido. Mesmo com remédios eu chegava a ter noção do que tinha acontecido, só não tinha condições de ter uma luta corporal com ele", recordou.

Preso, empresário segue fazendo ameaças

Ricardo foi preso no último dia 27 na cidade de Praia Grande, litoral de São Paulo. A detenção, no entanto, não trouxe paz para Juliana, que alegou estar sendo ameaçada pelo ex e pela atual namorada dele.

"Tive informação de que ela está tendo livre acesso à cadeia para visitá-lo e fez anotações em algum caderno com nome de pessoas que deveria procurar para atentar contra a minha vida. Ela estaria tentando contato com pessoas da facção criminosa", disse ela.

“Não estou segura, não estou em paz”

Além do medo por sua vida, Juliana conta que teme pela integridade do filho do casal. Em ocasiões passadas, Ricardo chegou a ser agressivo com ele.

Ela também diz ter tomado conhecimento sobre ameaças feitas ao ex-marido dentro da prisão, mas que não deseja “que cometam alguma crueldade contra ele”.

"Só quero que se mantenha preso, não desejo e nem planejo a morte dele, quero a Justiça apenas e me sentir segura", finalizou.

Entenda o caso

Ricardo estuprou a mulher enquanto ela estava desacordada;

Sono era efeito de remédios antidepressivos e calmantes;

Ela filmou o crime e divulgou as imagens nas redes sociais;

Segundo a vítima, o ex a espancou e ameaçou de morte em outras oportunidades, incluindo por mensagem;

Em 2000, Ricardo já havia sido condenado por tentativa de homicídio contra seis pessoas;

Na época, estava em uma choperia e se desentendeu com o grupo;

Ele atirou contra elas junto com outro homem armado;

Só estava em liberdade devido a um habeas corpus.

Divulgação. Juliana desabafou na legenda do vídeo publicado que a mostra sendo estuprada pelo ex-marido enquanto estava desacordada.

"Estupro no casamento existe sim. Quando uma mulher não quer ou quando ela está dopada de remédios (como era o meu caso), é estupro. Diversas vezes fui violentada, machucada enquanto estava sob efeito de antidepressivos e ansiolíticos devido a toda depressão e crises de ansiedade que eu adquiri nesse casamento. Esse monstro me destruiu durante muito tempo", relatou.



Claudério Augusto via site Yahoo

Investigada, ex-mulher de Bolsonaro perde nacionalidade brasileira; Entenda

Foto: Reprodução via site Yahoo


Ex-mulher de Jair Bolsonaro (PL), Ana Cristina Valle perdeu a nacionalidade brasileira. O ato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira (7).

De acordo com o registro na portaria do DOU, o episódio aconteceu porque Ana Cristina adquiriu outra nacionalidade, a norueguesa.

“Declarar a perda da nacionalidade brasileira da pessoa abaixo relacionada por ter adquirido outra nacionalidade: Ana Cristina Siqueira Valle, nascida em 13 de maio de 1967, filha de Jose Candido Procopio da Silva Valle e Henriqueta Guimarães Siqueira Valle, por ter adquirido a nacionalidade norueguesa”, diz o trecho.

Mãe do penúltimo filho do ex-presidente, Jair Renan, e investigada pela Justiça Ana Cristina teria deixado o Brasil em outubro do ano passado. O destino foi a Noruega, onde ela já havia vivido entre 2009 e 2014.

Investigada pela PF e o MPF

A mulher é alvo de duas investigações, sendo uma da Polícia Federal e a outra do Ministério Público Federal (MPF).

A primeira é de agosto do ano passado, referente a Jair Renan Bolsonaro, e apura a suposta compra de uma mansão no Lago Sul, região nobre de Brasília.

À Justiça, Ana Cristina negou que era dona do imóvel e afirmou que apenas o alugava por R$ 8 mil por mês, valor pouco inferior ao salário de R$ 8,1 mil que ela ganhava como assessora da então deputada Celina Leão (PP-DF).

Já a segunda investigação é conduzida pelo MPF e apura se a mulher era uma das envolvidas em um suposto esquema de rachadinha com Carlos Bolsonaro (Republicanos) e Fabrício Queiroz, no qual seria responsável por recolher ilegalmente parte dos salários dos funcionários do gabinete do vereador.

Candidaturas fracassadas

Mesmo com os processos contra si, Ana Cristina lançou-se candidata a deputada distrital pelo Distrito Federal nas eleições do ano passado, mas fracassou, com apenas 0,09% dos votos válidos.

Dois anos anos, ela já havia sido derrotada ao tentar uma vaga na Câmara dos Vereadores. Em 2018, também foi batida nas urnas ao tentar eleger-se deputada federal no Rio de Janeiro.



Claudério Augusto via site Yahoo

Petrobras reduz em R$ 0,40 preços do diesel para as distribuidoras

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (7) que o preço médio de venda de diesel A para as distribuidoras passará de R$ 4,50 para R$ 4,10 por litro. A queda de 8,9% passa a valer a partir de amanhã (8).

Considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 3,69 a cada litro vendido na bomba.

De acordo com a companhia, a redução tem como objetivo o equilíbrio dos preços entre os mercados nacional e internacional, contemplando as principais alternativas aos clientes e a participação de mercado necessária para a otimização dos ativos.

"A companhia, na formação de preços de derivados de petróleo e gás natural no mercado interno, busca evitar o repasse da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio, ao passo que preserva um ambiente competitivo salutar nos termos da legislação vigente", afirma a Petrobras.



Claudério Augusto via site R7

Idosa é encontrada viva após 2 horas fechada em saco para cadáver

Uma mulher estadunidense, de 66 anos, foi declarada erroneamente como morta por profissionais do Centro de Cuidados Especiais de Alzheimer Glen Oaks, nos Estados Unidos, na última quarta-feira, dia 1°. A instituição foi multada em cerca de 50 mil reais após o ocorrido.

De acordo com um relatório do Departamento de Inspeções e Apelações de Iowa (EUA), a idosa foi descoberta viva após duas horas dentro de um saco para cadáver em funerária. As informações são do Portal Extra.

Uma funcionária do hospital acreditou que a mulher havia morrido após não sentir o pulso da paciente.

“A funcionária relatou que os olhos estavam abertos. Ela sentiu a artéria carótida e ouviu o peito. A paciente não estava respirando naquele momento. Ela sentiu que o paciente havia falecido e notificou a enfermeira”, segundo o relatório.

A idosa havia sido internada no dia 28 de dezembro na unidade de cuidados paliativos do Centro de Cuidados Especiais de Alzheimer “devido à degeneração senil do cérebro”, segundo o seu prontuário.

Segundo a reportagem do “Charlotte Observer”, a instalação ligou para o familiar da mulher e para a funerária após uma enfermeira avaliar o caso por cinco minutos e também acreditar que havia morrido.

Às 7h38, o diretor de uma funerária chegou e colocou a mulher “num saco mortuário e fechou o zíper”, segundo o relatório da investigação do caso.

Mas, quando os funcionários da funerária abriram o zíper do saco do corpo às 8h26, eles encontraram o peito da mulher se movendo e ela ofegante.

Paramédicos registraram o pulso da mulher, mas disseram que “não houve movimento dos olhos, nenhuma resposta verbal ou vocal e nenhuma resposta motora”.

Ela foi readmitida no hospital e morreu dois dias depois com sua família ao seu lado, de acordo com finalizou o relatório.

O inspetor do estado disse que a instituição não tratou a paciente com dignidade e não forneceu os cuidados adequados.

“Nós nos preocupamos profundamente com nossos residentes e continuamos totalmente comprometidos com os cuidados no fim da vida”, disse Lisa Eastman, diretora executiva da instalação, em comunicado ao “Des Moines Register”.



Claudério Augusto via site TN Sul, com informações do Portal Extra e ND Mais

Insegurança: Saque da poupança em janeiro é o maior da história desde 1995

A caderneta de poupança começou o ano com um recorde negativo, tendo o maior saque líquido da série história do Banco Central, iniciada em 1995, em um contexto de juros elevados, enfraquecimento da economia e inflação alta.

A retirada líquida foi de R$ 33,631 bilhões em janeiro, maior do que a saída de R$ 19,666 bilhões do mesmo mês de 2022, que, até então, era o pior resultado para o mês da história.

Dentre todos os meses, o saldo de janeiro deste ano também supera o saque registrado em agosto de 2022, de R$ 22,016 bilhões, antigo recorde negativo.

O resultado do primeiro mês de 2023 se compara, inclusive, ao ano fechado de 2021, o quarto mais negativo da história, quando houve saída de R$ 35,497 bilhões.

Em dezembro, houve entrada líquida de R$ 6,259 bilhões, mas o resultado do ano passado foi o pior da história para a poupança, com saída de R$ 103,237 bilhões, quase o dobro do saque registrado em todo ano de 2015 (-R$ 53,567 bilhões), recorde negativo anterior.

Em janeiro, foram colocados na poupança R$ 300,785 bilhões, enquanto R$ 334,415 bilhões foram retirados. Considerando o rendimento de R$ 7,326 bilhões, o saldo total da caderneta somou R$ 972,638 bilhões, contra R$ 998,943 bilhões em dezembro.



Claudério Augusto via site Oeste Mais, com informações da Exame Invest

Após dois anos, posto dos Bombeiros é reativado em Bairro de Chapecó

Após dois anos de espera, a comunidade do Bairro Efapi, pode voltar a contar com o Posto Avançado do Corpo de Bombeiros, reativado na tarde de ontem, segunda-feira (06). 

Segundo o Major Ecco, comandante da primeira companhia do Corpo de Bombeiros de Chapecó, explica que a reativação da base é muito importante, pois representa quase 35% dos atendimentos na área urbana de Chapecó. A Base, fechada pelo Corpo de Bombeiros em 2020, estava sendo usada pelo SAMU, neste período, devido à pandemia do Coronavírus. 

Ecco ressalta também, que foi realizado uma readequação do local, e a partir de agora conta com uma ambulância e um caminhão de combate a incêndio, uma estrutura compatível com os atendimentos e demandas aqui da região da grande Efapi, “Sem falar também que com esse novo posto, agiliza nosso tempo de resposta na zona Oeste da cidade”, ressalta.   

O Posto deve atender de forma normal, durante 24 horas, atendendo às demandas necessárias, auxiliando o Quartel principal de Chapecó.  Equipes que estavam centralizadas no quartel do centro, agora foram recolocadas no Posto da Efapi. 


Claudério Augusto via site ClicRDC

Identificado: Corpo de homem é encontrado embaixo de ponte na BR-101

O corpo de um homem de 51 anos, identificado como Edson Jair dos Santos, foi encontrado embaixo de uma ponte na tarde desta segunda-feira, dia 6, no Km 357 da BR-101, em Sangão, no Sul de Santa Catarina.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma equipe foi acionada após populares avistarem o cadáver da vítima no local. O homem era morador da comunidade de Sangãozinho, no interior do município, informou a PRF.

O Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão esteve no local e recolheu o corpo para exame cadavérico. Ainda não há informações sobre a causa da morte.



Claudério Augusto via site Oeste Mais

Veículo com placas da Argentina atropela e mata jovem em Joinville

Um veículo com placas da Argentina, conduzido por um idoso de 68 anos, atropelou e matou um jovem de 23 anos na noite desta segunda-feira, dia 6, por volta das 20h50, na BR-101, em Joinville, região Norte de Santa Catarina.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma idosa de 67 anos e outro homem de 39 anos também estavam no carro, um Volkswagen Vento, mas nenhum deles sofreu ferimentos. O motorista também saiu ileso.

O jovem, ainda não identificado, morreu no local do acidente.



Claudério Augusto via site Oeste Mais

''Se não tem ninguém é minha'': Família vê casa vazia, invade e decide morar no imóvel, no Paraná

Foto: Reprodução via site Jornal Razão



Um morador de Maringá, no norte do Paraná, procurou a polícia na última quinta-feira, 02, para denunciar que teve a casa invadida por uma família. 

O imóvel, que está à venda, fica localizado no Residencial Tuiuti e, segundo ele, a invasão ocorreu por volta das 21h. Como os policiais informaram que nada poderia ser feito, o proprietário aproveitou a ausência dos invasores na tarde de sábado (4), para colocar todos os pertences da família para fora.

“Um amigo meu passou na frente, viu, e me ligou. Ele perguntou se eu tinha alugado ou vendido a casa e eu falei que não. Ele disse que então estavam invadindo a minha casa. Eu peguei o carro, desci lá, vi o pessoal lá dentro e liguei pra polícia. Aí a polícia pediu pra não ficar na frente do imóvel, que é perigoso ter algum conflito, aí eu saí, fiquei esperando a viatura. A viatura chegou, aí ficou aquela discussão ali na frente, falaram que não podiam retirar eles, e aí hoje eu pensei em chamar a imprensa pra ver o que poderiam fazer pra me ajudar. Mas a mulher falou que foi o Cras que falou pra ela invadir, que ela não ia sair da casa, que ela tem criança. Agora eu estou pagando energia pra eles, água… estão tudo lá usando dentro da minha casa”, disse em entrevista, no dia da invasão.

Segundo o proprietário, a casa foi invadida por dois homens, uma mulher e quatro crianças. Na sexta-feira, outras duas mulheres estavam dentro da casa. "Já estavam limpando, arrumando a casa pra morar lá”, disse.

Ainda conforme o dono da casa, a informação é de que as pessoas sejam de Maringá.

“Parece que eles foram expulsos de outra casa já ali pelo conjunto mesmo, e aí invadiram essa. Mas o que mais tá pegando é essa questão do Cras, que falou que foi o Cras que mandou entrar dentro da casa, pra eles invadirem”.

O proprietário do imóvel registrou um boletim de ocorrência. Neste sábado, ele teria aproveitado o momento em que a família saiu do local, para levar a mudança até a calçada. Todos os móveis foram retirados do local.

"Não tenho para onde ir com as crianças", diz mulher que invadiu a casa

Em entrevista à Rede Massa, uma das mulheres que invadiu a casa disse que está no imóvel com quatro crianças, e que o marido, a avó dela e um outro rapaz estão no local para ajudar com a organização. Ela disse que está desempregada e não tem para onde ir com as crianças, e que foi orientada pelo Cras a invadir outra propriedade depois de ter sido despejada de onde estava.

“Eu tenho inscrição (no Cras), e uma amiga minha falou pra eu invadir uma casa, porque o Cras tem que dar minha casa. Aí eu conversei com a assistente social e ela falou que o melhor é eu tentar entrar em uma casa que assim eu consigo uma casa mais rápido”.

Questionada se teria sido orientada para invadir aquela casa especificamente, ela disse que não.

“Eu passei por aqui, vi a casa, e falei: é essa daqui. É como eu falei pro dono da casa, não foi por querer a casa dele, porque se eu não tivesse invadido essa tinha invadido outra. Eu não ia ficar na rua com as minhas filhas”.

Em nota, a prefeitura afirmou que não há orientação para ocupação de imóveis na cidade.

"A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Assistência Social, informa que não há orientação para ocupação de imóveis de forma irregular. Os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) são responsáveis pela organização e oferta dos serviços socioassistenciais, promovendo o acolhimento, a convivência e a socialização. As unidades oferecem serviços de proteção social básica, como o Cadastro Único, que permite o acesso a diversos programas sociais para a população em situação de vulnerabilidade social. No local, as famílias recebem orientações sobre seus direitos e são encaminhadas para a rede de Assistência Social e outras políticas públicas. O município destaca que a mulher é acompanhada pelos serviços da Secretaria de Assistência Social e possui benefícios socioassistenciais", diz a nota.



Claudério Augusto via site Jornal Razão, com informações da Rede Massa e GMCOnline.

Bebê nasce no meio dos escombros do terremoto na Síria

Foto: Alijaved29 (twitter) - Reprodução via site ClicRDC


Uma mulher que não teve a identidade revelada acabou dando a luz a um bebê logo após o terremoto que também atingiu o noroeste da Síria, na segunda-feira (06).

Enquanto estava presa nos escombros de um prédio, a mulher entrou em trabalho de parto, em Aleppo, na Síria. O bebê foi resgatado com vida, mas a mulher já estava morta no local. 



Claudério Augusto via site ClicRDC

Vizinha que chamou humorista de "macaco" pede R$ 50 mil ao condomínio em danos morais

Vizinha do humorista Eddy Jr. protagonizou episódios de racismo e ameaças - Foto: Reprodução/TV Globo


A vizinha que protagonizou um caso de racismo contra o humorista Eddy Jr. no ano passado está cobrando indenização do condomínio onde vivem.

De acordo com informações do portal g1, Elisabeth Morrone entrou com ação na Justiça de São Paulo pedindo R$ 50 mil por suposta omissão do condomínio com relação aos casos de barulho excessivo do humorista.

"Prejuízo à saúde"

No processo movido junto à 29ª Vara Cível de São Paulo, Elisabeth afirma que sofre há meses com o volume alto vindo do apartamento do vizinho e que isso causou "severo prejuízo à sua saúde, dentre outros problemas".

O advogado da mulher explicou, no pedido, que os episódios com Eddy no ano passado resultaram em duas multas para a cliente, nos valores de R$ 1.646,13 e R$ 5.259,64.

“A autora era atormentada pelo seu vizinho praticamente todas as noites com ruídos constantes. A importunação causada já foi objeto de dezenas de relatos consignados no livro de registro do condomínio”, afirmou.

Depoimentos apresentados à Justiça

Um conjunto de depoimentos de outros condôminos foi apresentado no processo, para embasar o pedido da mulher. Até o momento, a administração do prédio não se manifestou sobre o assunto.

Em dezembro do ano passado, Elisabeth foi atestada com ansiedade e depressão. Por isso, realiza tratamento no Centro de Atenção Psicossocial (Caps).

Relembre o caso de racismo

Em outubro do ano passado, Eddy Jr. publicou vídeo nas redes sociais em que aparece na garagem do prédio tentando entrar no elevador com sua cachorra, mas a mulher se recusa a entrar com ele e o ofende repetidas vezes.

"Não quero ficar com ele, não vou subir com ele", diz a vizinha, que chama o rapaz de "imundo", "macaco", "bandido", "neguinho perigoso", entre outras ofensas raciais.

Ameaças anteriores

Antes deste episódio, o humorista registrou queixa após ser alvo de ameaças de Elisabeth e do filho dela.

Imagens do sistema interno de segurança do condomínio mostraram ao menos dois episódios em que a vizinha e o filho foram à porta do apartamento de Eddy com facas e garrafas e discutiram com o morador.



Claudério Augusto via site Yahoo

Em Joinville, mulher compra sofá usado e encontra cão "morando" dentro

Mel, como foi chamada, estava escondida dentro do sofá (Foto: Divulgação)



Uma moradora de Joinville, no Norte catarinense, teve uma surpresa ao comprar um sofá usado nos últimos dias. Quando chegou em casa, a mulher se deparou com uma cachorra “morando” dentro do móvel.

Segundo a Frente de Ação pelos Direitos Animais (Frada), ninguém sabe como o animal foi parar ali.

Ainda na sexta-feira, dia 3, quando foi feito um anúncio nas redes sociais informando da adoção da cachorra, a moradora Soraya Gomes Garcia foi quem deu um lar à Mel, nome dado ao cãozinho.

"Estou feliz demais por ela ter aparecido na minha vida", publicou a adotante no Instagram. Ela já havia perdido outra “Mel” há dois anos e disse que a nova companheira se parece muito com a antiga cachorrinha que tinha. "Ela tem todinho o olhar da Mel", comentou.

A Polícia Civil não deu retorno se vai investigar o caso e se ele se encaixa como maus-tratos.



Claudério Augusto via site Oeste Mais, com informações do g1

Após briga de casal, homem sai armado em cidade de SC

Uma mulher abordou a Polícia Militar (PM), na noite de segunda-feira (06), por volta das 23h13, na Avenida Santa Catarina, linha Favareto, em Coronel Freitas, no Oeste Catarinense, segundo a mesma, seu marido, um homem de 27 anos, teria saído de casa após uma discussão do casal dirigindo o veículo VW/SAVEIRO 1.6 CE e que o mesmo possui uma arma e estava armado. 

De posse dessas informações a guarnição saiu em rondas e localizou e abordou no centro da cidade o veículo Na busca pessoal nada de ilícito foi encontrado, porém dentro do veículo a guarnição encontrou uma Pistola, Calibre 9 mm, atrás do banco e ao lado da arma (dentro de uma almofada) um carregador acessório de arma – 1 Unidade municiado com 12 munições calibre 9mm. 

Foi dado voz de prisão ao masculino pelo crime de Porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Conduzido ao plantão policial.



Claudério Augusto via site ClicRDC

Morre advogado pró-armas baleado pela própria arma durante exame de ressonância em SP

Foto: Reprodução via site Yahoo



O advogado pró-armas, Leandro Mathias, que foi baleado por um disparo da própria arma de fogo, em janeiro, enquanto acompanhava a mãe no procedimento de ressonância magnética, morreu nesta segunda-feira (6) em São Paulo.

A informação do falecimento do advogado foi confirmada pela OAB-SP 108ª Subseção de Cotia, na Grande São Paulo, pelas redes sociais.

"É com profundo pesar que a OAB Cotia comunica a todos os colegas advogados a perda inesperada do nosso querido amigo e advogado. Lamentamos a perda e nos solidarizamos com a família neste momento de dor", escreveu.

A morte de Leandro causou comoção entre os conhecidos e advogados, que publicaram mensagens de apoio à família.

"Arrasado com esta notícia. Infelizmente, meu amigo partiu para o reino dos céus. A terra ficou pequena com a sua ausência, mas o céu está em festa com a sua chegada, vou sentir saudades das nossas conversas, meu amigo, um dia vamos nos encontrar novamente", disse nas redes sociais um amigo.

O advogado, de 40 anos, foi baleado no dia 16 de janeiro, no abdômen, quando acompanhava a mãe no laboratório Cura, na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, nos Jardins, região central da capital paulista.

Pró-armas, Leandro costumava usar seu perfil no TikTok com mais de 7 mil seguidores para tirar dúvidas de internautas sobre armas e também registro de colecionador, atirador desportivo e caçador (CAC).

No dia do exame, o advogado entrou na sala do exame com uma pistola 9 milímetros, pente extra e 30 munições. Logo que a máquina começou a funcionar, ela puxou a arma como se fosse um imã. Assim que ela bateu no aparelho, houve o disparo. Por pouco, o tiro não atingiu funcionários.

Na ocasião, em nota, o laboratório lamentou o que chamou de incidente e informou que não sabia que o acompanhante estava armado.

No mesmo documento, enviado após o advogado ter sido atingido pela arma, o laboratório disse que todos os protocolos de prevenção de acidentes foram seguidos e informou que a paciente e o acompanhante foram devidamente orientados quanto aos procedimentos da ressonância.

E segundo o local, Leandro e a mãe foram alertados sobre a retirada de todo e qualquer objeto metálico para entrarem na sala de exame e que ambos assinaram termo de ciência com relação a essa orientação.

Desde então, Leandro permanecia internado no Hospital São Luiz, também na cidade de São Paulo. A Polícia Civil investiga o caso como disparo de arma de fogo.




Claudério Augusto via site Yahoo

Idosa desaparecida há 40 anos é encontrada em quarto insalubre de hotel; MPT e Polícia Civil investigam

Quarto em que ela estava foi considerado insalubre. Foto: Reprodução/TV Globo

 


Uma idosa de 73 anos, desaparecida desde 1979, foi encontrada vivendo em condições insalubres dentro de um hotel, em Garibaldi, no Rio Grande do Sul. Após denúncia de maus-tratos, o Ministério Público do Trabalho (MPT) investiga se ela era mantida em situação análoga à escravidão. 

De acordo com a RBS TV, afiliada da Rede Globo, a mulher foi encontrada na semana passada pela Polícia Civil, após uma denúncia. Ela estava em um quarto, sem iluminação e banheiro. 

Depois do resgate dela, as autoridades descobriram que a mulher estava desaparecida há 44 anos. Segundo a reportagem, ela morava nesse hotel há dez anos, onde também trabalhou como auxiliar de limpeza no ano passado. Ela teria sido acolhida pela antiga proprietária do estabelecimento, que já faleceu.

O assessor jurídico do hotel, Flávio Kroff, negou à emissora que a idosa sofresse maus-tratos e disse que ela tinha uma vida normal. “[Ela] tinha seu quarto, não era de cinco estrelas, não tinha banheiro, não era uma suíte, mas o banheiro dela ficava a 20 passos do quarto dela, em uma área coberta. Foi vivendo assim, até que chegou esse dia. [...] Ela se tornou parte integrante da família, o tempo foi passando, passando, e não tinha o que fazer com essa senhora", alegou.

A polícia conseguiu localizar a família da idosa, que vive em Cachoeirinha, onde ela está atualmente. Os parentes informaram que ela saiu de casa após desavenças com a família, ainda na década de 70, e nunca mais foi vista. No entanto, o registro de desaparecimento foi feito só no ano de 2021, após uma ação do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O advogado da família da idosa afirmou que a principal preocupação agora é acolhê-la e prezar pelo bem-estar dela. "A família acolheu super bem a idosa, buscando tratamento médico, psicológico e dental para ela. Está bem abalada, é uma situação complicada. Ela está bem confusa, e, por hora, a família está buscando cuidar da parte da saúde dela. Vão deixar com a Polícia Civil e o MPT tomar as medidas cabíveis, se for o caso", disse o advogado da família, Anderson Thomaz Martins.


Claudério Augusto via site Terra

Adolescente é apreendido duas vezes com drogas em Chapecó

Um adolescente de 14 anos foi abordado pela Polícia Militar, em posse de 1,5g de crack, 0,5g de cocaína e  R$ 210,00. O fato aconteceu por volta da 01h34 desta terça-feira (07), no bairro Bom Pastor em Chapecó, Oeste de Santa Catarina.

O adolescente  já foi apreendido por duas vezes no  local. O Conselho Tutelar foi acionado.




Claudério Augusto via site ClicRDC

Terremoto: Mortos vão a 5 mil enquanto Turquia e Síria aguardam ajuda internacional

Em um cenário de frio e devastação, as equipes de resgate na Turquia e no norte da Síria prosseguiam com os trabalhos nesta terça-feira (7) à espera da ajuda internacional, após a série de terremotos que matou quase 4.900 pessoas.

O número de vítimas fatais subiu para 3.381 na Turquia, de acordo com o balanço atualizado pela Autoridade de Gestão de Desastres e Emergências (AFAD).

Na Síria, o terremoto provocou 1.509 mortes e deixou 3.548 feridos, segundo os dados divulgados pelo governo e pelos socorristas nas zonas rebeldes.

Em vários momentos sem ferramentas, os bombeiros prosseguiram com a dramática busca por sobreviventes durante a noite, desafiando o frio, a chuva ou a neve, assim como o risco de novos desabamentos.

Em Hatay, sul da Turquia, as equipes de emergência resgataram com vida uma menina de 7 anos que estava bloqueada sob uma montanha de escombros.

"Onde está minha mãe?", perguntou a criança, com um pijama de cor rosa manchado pela poeira, no colo de um socorrista.

As condições meteorológicas na região de Anatolia dificultam os trabalhos de resgate e prejudicam as perspectivas dos sobreviventes, que se aquecem em tendas ou em fogueiras improvisadas.

Ajuda internacional

A ajuda internacional para a Turquia deve começar a chegar nesta terça-feira, com as primeiras equipes de socorristas procedentes da França e Catar.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu ao colega turco Recep Tayyip Erdogan "toda a ajuda necessária".

A equipe francesa deve seguir para Kahramanmaras, epicentro do terremoto, uma região de acesso difícil e que sofre com a neve.

Duas equipes americanas com 79 socorristas cada devem seguir para a região, informou a Casa Branca.

A China anunciou o envio de uma ajuda de 6,9 milhões de dólares, que incluirá equipes especializadas em resgates em áreas urbanas, equipamentos médicos e material de emergência.

Erdogan anunciou que 45 países ofereceram ajuda.

O pedido de ajuda do governo da Síria recebeu resposta da aliada Rússia, que prometeu enviar equipes de emergência nas próximas horas. E 300 militares russos que já estavam na região ajudam nos resgates.

A ONU afirmou que a ajuda deve chegar "a todos os sírios em todo o território", incluindo a parte que não está sob controle do governo.

Aproveitando o caos provocado pelos tremores, 20 supostos combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI) fugiram de uma prisão militar em Rajo, controlada por rebeldes pró-Turquia.

Os balanços de vítimas dos dois lados da fronteira não param de aumentar e, levando em consideração a magnitude da destruição, a tendência deve persistir.

Apenas na Turquia, as autoridades contabilizaram quase 5.000 imóveis desabados.

Além disso, a queda da temperatura representa um risco adicional de hipotermia para os feridos e as pessoas bloqueadas nos escombros.

Dormir ao relento

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que teme por números ainda piores e um balanço de vítimas "oito vezes mais elevado".

Na segunda-feira foram registrados pelo menos 185 tremores secundários, além dos dois terremotos principais: um de 7,8 graus durante a madrugada (4H17) e outro de 7,5 graus de magnitude ao meio-dia.

Os tremores secundários prosseguiram durante a madrugada de terça-feira. O mais forte, de magnitude 5,5, aconteceu às 6H13 (0H13 de Brasília) a nove quilômetros de Gölbasi (sul).

As autoridades adaptaram ginásios, escolas e mesquitas para abrigar os sobreviventes. Mas com medo de novos terremotos, muitos moradores preferiram passar a noite ao relento.

"Todo mundo está com medo", disse Mustafa Koyuncu, um homem de 55 anos que passou a noite com a esposa e os cinco filhos no carro da família em Sanliurfa (sudeste da Turquia).

Este foi o terremoto mais devastador na Turquia desde o tremor de 17 de agosto de 1999, que matou 17.000 pessoas, incluindo mil em Istambul.

O presidente turco decretou luto nacional de sete dias e o fechamento das escolas durante uma semana.



Claudério Augusto via site Yahoo

''Se'': Se houver espaço, salário mínimo sobe em maio a R$ 1.320,00, reitera ministro

 O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, reafirmou nesta segunda-feira, 6, que o governo está empenhado em estudar uma maneira de viabilizar o salário mínimo de R$ 1.320,00 a partir de 1º de maio, mas que ainda é cedo para garantir o aumento. Ele participou na manhã desta segunda junto com outros 11 ministros da posse de Aloizio Mercadante na presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro.


Marinho também avaliou que este ano serão gerados mais empregos do que em 2022, mas que a taxa de desemprego deve permanecer no patamar atual ou mesmo subir, pela inclusão de pessoas que haviam desistido de procurar emprego e se sentirão estimuladas a voltar a procurar.

"Vamos aguardar para ver a tendência do crescimento econômico. Acredito sinceramente que a partir da dinâmica do governo do presidente Lula, 14 mil obras paradas hoje serão retomadas gradativamente e isso vai melhorar a relação emprego e renda, seguramente vai impulsionar o crescimento da economia", disse o ministro antes da posse que ainda teria a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.



Claudério Augusto via site WH3, com informações Correio do Povo

Jovem fica ferido após colidir moto na viatura da Polícia Militar

Foto: PMRv - Reprodução via site Caco da Rosa



Um jovem de 23 anos ficou ferido após colidir a moto em uma viatura da Polícia Militar na tarde do domingo (5), em Videira. O acidente foi atendido pela PM Rodoviária por volta das 14h no km 122,150 da SC-135.
A vítima, que conduzia uma Honda /CG 150, foi socorrida pelos Bombeiros e encaminhada ao Hospital Divino Salvador com escoriações pelo corpo e hematoma no ombro esquerdo.



Claudério Augusto via site Caco da Rosa

Primeira mão: Acusada de matar e congelar corpo de concordiense é denunciada pelo Ministério Público

 

Foto: Reprodução via site Atual FM


Claudia Fernandes Tavares Hoeckler, 40 anos, presa por matar o marido concordiense e depois congelar o corpo em um freezer em Lacerdópolis, foi denunciada por homicídio duplamente qualificado, por asfixia e recurso que dificultou a defesa da vítima.

A denúncia foi protocolada nos últimos dias pelo Ministério Público que inclui ainda ocultação de cadáver e falsidade ideológica. Claudia assassinou o concordiense Valdemir Hoeckler, 52 anos, e depois para ocultar o corpo congelou no freezer da residência e registrou na Polícia Civil o seu desaparecimento.

Foram várias equipes que trabalharam durante dias na tentativa de encontrar a vítima, porém sem sucesso. Somente depois algumas diligências os policiais civis encontraram o corpo congelado dentro da própria casa do casal. Ela se apresentou na Delegacia de Polícia e depois foi presa e recolhida na unidade prisional em Chapecó onde responde pelo crime na cadeia.

Nesse caso, ainda cabe aos advogados e o Ministério Público a inclusão de novos fatos no processo já que algumas diligências ainda estão sendo cumpridas. Claudia Hoeckler, 40 anos, deverá ser levada a julgamento popular.

Os advogados e o Ministério Público aguardam a primeira audiência de instrução que deve ser marcada pela Justiça nas próximas horas. Alguns pedidos de habeas corpus também já foram negados pelo judiciário em favor de Claudia Hoeckler.

O caso ganhou ampla repercussão no Estado no final de 2022. A vítima ainda tem familiares que residem em Concórdia. Os filhos dele estão acompanhando os “passos” do processo e também contrataram um advogado para dar assistência ao Ministério Público visando a condenação de Claudia, que era a segunda mulher de Hoeckler.



Claudério Augusto via site Atual FM