Banner

Banner

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Acidente mata uma pessoa e deixa quatro feridos

 
A saída de pista ocorreu no km 29,5 da BR 280 à 03h30m em Araquari.
Envolvido Peugeot 207 SW placas MIH 1720 de Criciúma dirigido por Adriano Anacleto, 37 anos, vitima fatal.
Os passageiros  Paulo Ricardo Poleza, 24 anos, Robson José de Carvalho, 27 anos,  Elias Caleff, 35 anos, e Evandro da Silva Gonçalves, 28 anos, tiveram ferimentos leves.
 
PRF SC

Turista alemã cai de cachoeira em Santo Amaro da Imperatriz

Jovem de 23 anos caiu de uma altura de 10 metros na quinta-feira (26).
Ela foi encaminhada em estado grave ao Hospital Regional de São José.

Vítima foi resgatada pelo Arcanjo na tarde desta quinta (27) (Foto: Batalhão de Operações Aéreas/Divulgação) 
 
Vítima foi resgatada pelo Arcanjo na tarde desta quinta (27) 
 
(Foto: Batalhão de Operações Aéreas/Divulgação)
 
 
Uma turista alemã caiu de uma cachoeira em Santo Amaro da Imperatriz, região da Grande Florianópolis, nesta quinta-feira (26). Por volta das 15h o helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros foi acionado para resgate. A vítima teve ferimentos graves e foi encaminhada ao hospital.
Ana Marie Buthi, de 23 anos, estava com um grupo de turistas alemães, um professor e outros dois brasileiros, conforme informações de Mônica Loph, dona do terreno onde o Arcanjo, helicóptero para resgate,  pousou.
"Tinham dois amigos daqui, brasileiros, que vieram me pedir socorro, então liguei para o Arcanjo. Eles estavam muito assustados, não sabiam se ela ia sobreviver", contou Mônica em conversa por telefone com o G1.
Conforme os bombeiros, a queda de cerca de 10 metros de altura resultou em traumatismo craniano e suspeita de fratura no fêmur da perna direita.
A jovem foi encaminhada ao Hospital Regional de São José, na Grande Florianópolis. Por volta das 10h desta sexta (27) ela passava por uma cirurgia na unidade, mas hospital não quis dar informações sobre o estado de saúde da vítima.

Resgate

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a guarnição teve dificuldade para chegar ao local. Sem pontos de referência e com a presença de nuvens e possibilidade de tempestade, os agentes voltaram à base.
Após entrarem novamente em contato com Mônica, solicitante da ocorrência, a guarnição voltou à entrada da cachoeira e encontrou o local onde a vítima estava com auxílio do filho de Mônica.


G1  SC 

Três mortes: Beltrame tem pena substituída por prestação de serviço

QUANTO VALE UMA VIDA ?  E TRÊS ???

Ipumirim 

 

O motorista Cleber Beltrame de Lindóia do Sul foi condenado através do Tribunal Popular do Júri ao cumprimento de dois anos e quatro meses de detenção pelo acidente em 2006 quando três pessoas morreram. 
O julgamento ocorreu nesta quinta-feira, dia 26, no Fórum da Comarca de Ipumirim e o advogado de defesa conseguiu desclassificar o crime de homicídio doloso para culposo.
De acordo com a decisão do juiz Rodolfo Paasch, a pena será substituída por prestação de serviço comunitário e pagamento de três salários mínimos. Beltrame poderá recorrer em liberdade. O juiz ainda determinou na sentença que Beltrame ficará impossibilitado de dirigir por dois meses e 12 dias.
Na denúncia o Ministério Público alegou dolo eventual, ou seja, quando o motorista assume o risco de provocar o resultado. Nesse caso, o Conselho de Sentença desclassificou o crime de doloso para culposo atenuando a sentença.

Três mortes

Conforme os autos do processo, o acidente ocorreu na SC-488 sentido Ipumirim a Lindóia do Sul. O VW Gol com placas AEN-4935 invadiu a pista contrária e se chocou contra um poste da rede elétrica por volta das 2h50 da madrugada. Com a colisão, Cleber Beltrame, juntamente com as vítimas Giovani e Jardel, foi arremessado para fora do veículo, permanecendo a vítima Gustavo entre as ferragens do automóvel.


ATUAL FM 

Colisão entre caminhão e ônibus deixa mais de 30 feridos em Erechim

Passageiros do ônibus tinham como destino a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
Com a batida, ônibus tombou perto do acesso à universidade | Foto: Carla Emanuele / Especial / CP
Com a batida, ônibus tombou perto do acesso à universidade | Foto: Carla Emanuele / Especial / CP

A colisão entre um caminhão e um ônibus na ERS 135 no trevo de acesso à Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), entre Erechim e Getúlio Vargas, na manhã desta sexta-feira deixou mais de 30 feridos, a maioria estudantes. Todos foram levados para o hospital Santa Terezinha, em Erechim. Segundo o hospital, cinco passageiros estariam em estado grave, os outros 26 tiveram ferimentos leves.

O acidente envolveu um caminhão de Santa Catarina que bateu na traseira de um ônibus de Erechim, que ia em direção ao campus da Universidade. O veículo era dirigido por Gelson Dutra de Oliveira. O caminhão, conduzido Beneri Fenili, 37 anos, transportava suínos. O motorista do caminhão não soube informar a que velocidade estava no momento do acidente. Disse que tentou frear, reduziu a marcha, mas não conseguiu evitar o choque.

O aluno de Agronomia Raul Zotti, 21 anos, que não se feriu, estava de pé no ônibus quando houve a colisão. Afirmou que com a batida, o ônibus levantou e tombou ao lado já na entrada ao acesso à universidade. Ele conseguiu sair pelo para-brisa quebrado. Outros alunos saíram pelo mesmo lugar e pelo vidro traseiro.


Correio do Povo 

Um torcedor do Inter morre e outro fica ferido em dois atropelamentos em Porto Alegre

Acidentes ocorreram na noite desta quinta-feira e ambos foram no corredor de ônibus, próximos ao Beira-Rio


Um torcedor do Inter morre e outro fica ferido em dois atropelamentos na Capital Matheus Schuch/Agencia RBS
Segunda vítima foi atropelada mais próximo do Beira-Rio 
Foto: Matheus Schuch / Agencia RBS
Matheus Schuch


Um torcedor do Inter morreu, no final da tarde desta quinta-feira, em frente ao Gigantinho, em Porto Alegre. O homem foi atropelado por um ônibus de linha na Avenida Padre Cacique. Mais tarde, outro torcedor colorado foi atropelado, a cerca de 30 metros do primeiro acidente e mais próximo do Beira-Rio, e foi levado ao hospital em estado grave.
No primeiro caso, por volta das 17h30min, um pedestre vestido com uma camisa do Inter foi atingido no corredor de ônibus. Segundo a assessoria de imprensa do Hospital de Pronto-Socorro (HPS), Ademir Lima, 42 anos, deu entrada no local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois. Ainda conforme o HPS, ele era morador e vereador de Quilombo,  Santa Catarina.
Cerca de duas horas e meia depois, outro torcedor atravessou a Avenida Padre Cacique e também foi atingido por um coletivo no corredor de ônibus. Ele foi socorrido em estado grave e levado para atendimento. Ele foi identificado como Júlio César Marques Mendes, 42 anos.


DIÁRIO GAÚCHO 

Polícia apreende em Joaçaba carga de lança perfume vinda da Argentina



Uma operação da Polícia Militar em conjunto com a PRF de Campos Novos, culminou com a prisão de um elemento e a apreensão de 37 caixas de lança perfume, 4.440 frascos da droga, na madrugada desta sexta-feira (27) em Joaçaba.

Após ser informado por colegas da segurança pública, em um grupo no whatsapp, de que a polícia argentina havia identificado dois homens saindo do país em um Prisma, placas MTW-9833 de Laurentino/SC, e uma Montana, placas AXI-1941 de Curitiba/PR, e que estariam transportando armas e drogas para Florianópolis, o soldado Lucas da Central Regional de Emergência (190), repassou a informação as guarnições de serviço e acionou também a Polícia Rodoviária Federal de Campos Novos para auxílio.

“Nos deslocamos para o trevo, próximo a rodoviária na BR-282, e montamos barreira. Por volta das 02h30min da madrugada avistamos os dois veículos e fizemos a abordagem”, contou cabo Antunes ao informar que a Montana evadiu-se do local. “Enquanto abordávamos o batedor, o outro fugiu em alta velocidade sendo perseguido pelas guarnições até o bairro Contestado, onde o condutor abandonou o veículo com a carga e se embrenhou na mata”, acrescentou Antunes.

A polícia conduziu à delegacia Daniel Correa, 25 anos, juntamente com a droga apreendida e os dois veículos. Depois da verificação no motor da Montana, foi constatado que ela estava com placas clonadas, sendo que o veículo possuía registro de furto em Santo Amaro da Imperatriz.

De acordo com o delegado de plantão Bruno Boaventura, o detido vai responder pelo crime de tráfico internacional de drogas. “Assim que realizarmos as oitivas vamos encaminhá-lo à justiça federal”, informou. “O crime é qualificado como hediondo, cuja pena pode chegar a 15 anos de detenção”, explicou o delegado. Segundo cálculos, a carga apreendida de lança perfume, poderia render aproximadamente R$ 400 mil reais.

O motorista da Montana, L. H. F. de 16 anos, foi apreendido pela PM por volta das 08h30min no trevo do Chocodinho. Os caminhoneiros acionaram a polícia, pois o jovem apareceu no acampamento pedindo dinheiro para passagem.

Atuaram na ocorrência cabo Antunes e os soldados Fagundes, Guis e Mores (guarnição de Herval d´Oeste), sargento Zago e cabo Padilha (guarnição de Luzerna), e o soldado Dalla Lasta (guarnição de Catanduvas), além dos agentes da PRF de Campos Novos.


Caco da Rosa

Suspeito de assaltar filha de médico é preso com caminhonete roubada


Foi preso em flagrante na noite desta quinta-feira (26) no município de São Lourenço do Oeste, o homem identificado como autor de vários roubos de veículos em Campos Novos e região.

José de Almeida Mello, vulgo "Urso", foi abordado conduzindo uma camionete Toyota/Hilux, placas MJR-1125 de Capinzal. O veículo foi tomado de assalto de um vereador na noite da última terça-feira (24) em Capinzal.

De acordo com Marciano Dalmolin, comissário da Polícia Civil de Campos Novos, Urso estava foragido de Campos Novos desde o dia 09, quando conseguiu fugir da polícia que foi à sua casa cumprir um mandado de busca e apreensão. Na ocasião, os policiais encontraram a chave de um Peugeot, tomado de assalto da filha de um médico em Joaçaba.


Caco da Rosa

Vaticano: mendigo é velado em cemitério destinado a nobres

Cemitério em questão se encontra entre a Basílica de São Pedro e a Sala Paulo VI  Foto: Famiglia Cristiana / Reprodução Um mendigo que morreu em dezembro do ano passado por conta do frio europeu foi enterrado no Campo Santo Teutônico do Vaticano, destinado ao sepultamento de religiosos, aristocratas, nobres e cavaleiros.
De acordo com o portal News.VA, Willy Herteleer, nascido na região belga de Flandres, era conhecido por sua dignidade e bondade.
"Era uma pessoa muito, muito aberta, que fez muitas amizades; falava com os jovens, falava do Senhor, falava a eles do Papa, convidava à celebração eucarística. Era uma pessoa rica, grande de fé", disse padre Bruno Silvestrini, da Igreja de Sant'Ana, a paróquia do papa no Vaticano.
Ele tinha "presumíveis 80 anos" e estava internado no Hospital Santo Espírito, onde morreu. O corpo ficou no necrotério do hospital, pois estava sem identificação. Seu desaparecimento repentino fez com que as buscas por sua localização começassem, sendo então reconhecido no hospital.
Willy Herteleer, nascido na região belga de Flandres, era conhecido por sua dignidade e bondade Foto: Famiglia Cristiana / Reprodução
 
Willy Herteleer, nascido na região belga de Flandres, era conhecido por sua dignidade e bondade
 
Foto: Famiglia Cristiana / Reprodução
 
Segundo o padre, "em perfeita sintonia" com as mensagens do papa Francisco sobre os excluídos, que "em nossa sociedade não contam, mas constituem um número", o enterro foi feito após um pedido de autorização.
O cemitério em questão se encontra entre a Basílica de São Pedro e a Sala Paulo VI e é uma área cercada por um alto muro adquirida, segundo a História, pelo imperador Carlo Magno no final do século VIII.

Papa Francisco condena 'formas deturpadas de religião' 
 
 
EFE    TERRA 

Mulher é condenada a seis anos de prisão em Hong Kong por escravizar empregada

Funcionária sofreu agressões por oito meses na casa em que trabalhava
Mulher é condenada a seis anos de prisão em Hong Kong por escravizar empregada | Foto: Ruby Tam / AFP / CP
Mulher é condenada a seis anos de prisão em Hong Kong por escravizar empregada

 Foto: Ruby Tam / AFP / CP 




Uma mulher de Hong Kong foi condenada nesta sexta-feira a seis anos de prisão por agredir e não alimentar sua empregada indonésia, que era proibida de sair de casa. Law Wan-tun, de 44 anos, "não deu mostra de qualquer compaixão" com Erwiana Sulistyaningsih, de 24 anos, nem com seus outros empregados, anunciou o tribunal ao divulgar a sentença.

Law considerava os empregados como pessoas "inferiores", afirmou a juíza Amanda Woodcock. No caso de Erwiana, recebia permissão "apenas para descansar, dormir e comer". A jovem contou em uma audiência em dezembro que recebia pequenas porções de arroz e pão, dormia apenas quatro horas e que foi agredida de maneira tão violenta que chegou a perder a consciência.

A promotoria explicou que a acusada usava cabides e vassouras como "armas" contra as empregadas. A acusada, que tem dois filhos, foi considerada culpada de 18 das 20 acusações, incluindo agressão e ferimentos com agravante, ameaças e falta de pagamento de salários.

"É lamentável que este tipo de comportamento seja frequente", afirmou o tribunal, que "poderia ser evitado se as empregadas não fossem obrigadas a viver na casa dos patrões".

A juíza pediu às autoridades de Hong Kong e da Indonésia a abertura de uma investigação sobre as condições de trabalho das empregadas domésticas estrangeiras que trabalham na ex-colônia britânica. Também criticou os valores "significativos" que as agências cobram das empregadas em seus países de origem e que são deduzidos de salários muito reduzidos.

Caso vira questão diplomática

Erwiana conseguiu fugir da casa em que trabalhava em janeiro de 2014, após oito meses de violência. Ela foi internada em estado grave em Sragen, na ilha indonésia de Java. O caso, de repercussão internacional, virou uma questão diplomática quando o ex-presidente indonésio Susilo Bambang Yudhoyono a recebeu e prometeu justiça.

A jovem sofreu um calvário, mas os maus-tratos com empregadas não são raros em Hong Kong. Estas mulheres isoladas procedentes das regiões mais pobres do sudeste asiático denunciam abusos físicos e psicológicos dos patrões. Hong Kong tem quase 300 mil empregadas domésticas, procedentes em sua maioria das Filipinas e Indonésia.

C do Povo 

Acidente com três feridos em Xaxim



O acidente acorreu às 15h30min do dia 26 no Km 70,200 da rodovia SC 156 no município de Xaxim.
Foi um abalroamento longitudinal em sentidos opostos envolvendo o automóvel Renault Clio placas MKM 8035 de Palmitos conduzido por Carlos Edvardo Bressan Bolsow de 33 anos que teve ferimentos leves e o passageiro Luiz Fernandes de Oliveira de 34 anos, teve ferimentos graves; e a caminhonete VW Saveiro placas MJX 4098 de Galvão conduzida por Cidiane Petrovicz Poza de 33 anos que teve ferimentos graves. 


PMRv SC / FOTO CLICK XAXIM

Família encontrada morta em casa é sepultada em Fernando Machado

Enterro ocorreu as 10h desta sexta (27) em Cordilheira Alta.
Alcir Pederssetti é suspeito de matar esposa, filha, sogro, sogra e cunhada.

Centenas de pessoas participam de velório de familiares na noite desta quinta (26) (Foto: Martin de Moraes/RBS TV) 
Centenas de pessoas participam de velório de familiares na noite desta quinta (26) 
(Foto: Martin de Moraes/RBS TV)
Começou na noite desta quinta-feira (26) o velório da família encontrada morta em casa no município de Cordilheira Alta, no Oeste catarinense. Segundo a funerária encarregada de realizar o ato, os quatro primeiros corpos chegaram por volta das 19h. Centenas de pessoas participavam do velório no final desta noite.
Enterro está marcado para as 10h desta sexta (27) (Foto: Reprodução/RBS TV)
Enterro está marcado para as 10h desta sexta (27)

(Foto: Reprodução/RBS TV)
Conforme as informações, haviam chegado os corpos de Lana Pederssetti, Antonio Moresco Luiza Moresco e Lucimar Moresco. Às 21h30, o outros dois - Monica Pederssetti e Alcir Pederssetti - estavam sendo preparados na funerária da cidade.
O enterro ocorreu as 10h desta sexta (27). Todos foram enterrados juntos no Cemitério da Linha Fernando Machado, em Cordilheira Alta.
"Estou muito abalado. Eu não me conformo. Não chegou ainda a 'cair minha ficha', porque eu fui a única pessoa que não me deixaram chegar perto e ver", disse Rosalino Moresco, parente.

Investigação
 
A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a morte dos seis familiares. Segundo o delegado Danilo da Silva Fernandes, responsável pelo caso, Alcir Pederssetti, de 42 anos, é o principal suspeito de ter matado a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada.
Por volta das 7h30 desta quinta (26), os seis foram encontrados mortos dentro de casa no distrito de Fernando Machado, em Cordilheira Alta. 


Monica e Alcir eram casados e enfrentavam problemas conjugais, diz polícia
Monica e Alcir eram casados (Foto: Montagem/Facebook)
(Foto: Montagem/Facebook)
Monica Pederssetti de 33 anos, o marido dela Alcir Pederssetti, 42, a filha do casal Lana Pederssetti, de 16, foram encontrados na residência. Além deles, os pais de Monica, Antonio Moresco e Luiza Moresco de 68 e 65 anos respectivamente, e a irmã dela, Lucimar Moresco, de 36, também foram achados pela empregada doméstica da família quando ela chegou para trabalhar.

Investigação
 
Um inquérito foi instaurado pela delegacia de Cordilheira Alta na manhã desta quinta (26). Até a publicação desta reportagem, uma pessoa havia sido ouvida. 
"Os primeiros apontamentos, analisando o local, é de que ele [Alcir] tenha matado. A posição da arma, dos projeteis [indicam isso]", afirma o delegado. Segundo ele, não há indícios de que a casa tenha sido arrombada.

Posse de arma
 
Fernandes afirma também que o revólver calibre 38, encontrado no local do crime e que pode ter sido utilizado na ação, possuía registro, mas Alcir não tinha porte de arma. 
"Ele não tinha antecedentes criminais. Temos que aguardar o resultado do laudo da perícia, que deve sair em 10 dias. Se apontar que foi ele, o inquérito será encerrado, explica o delegado.
"Inicialmente parece que o relacionamento não ia bem, a mulher queria se separar", completa o delegado. De acordo com a polícia, Alcir não possuía antecedentes criminais.


Casa da família foi isolada pela Polícia Militar 

Todos foram baleados

 
De acordo com o IML, havia marcas de mais de um disparo no corpo da esposa e do sogro de Alcir, mas o plantonista não soube precisar quantos. Segundo ele, os demais corpos possuíam marca de um disparo.
Segundo a polícia, Monica Pederssetti teria sido a primeira vítima. Lana Pederssetti, filha do casal, foi encontrada morta na sala, ao lado do corpo do pai. Os corpos de Antonio Moresco e Luiza Moresco estavam em um quarto e o de Lucimar Moresco, em outro quarto.
Lana, de 16 anos, é uma das vítimas (Foto: Reprodução/Facebook) 
Lana, de 16 anos, é uma das vítimas
 
(Foto: Reprodução/Facebook)
Comoção

O suspeito era funcionário público e trabalhava há 10 anos na Secretaria de Agricultura de Cordilheira Alta. "Sempre tranquilo, sempre desempenhava suas funções. Inclusive ontem [quarta-feira] ele ficou a tarde toda lá na prefeitura e estava de férias", afirma o prefeito Alceu Mazzioni.
A família era conhecida na cidade de 4,1 mil habitantes. Moradores estão abalados com as mortes, especialmente as cerca de 200 famílias, a maior parte de agricultores, moradoras do Distrito de Fernando Machado, onde ocorreu o crime.
Alguns vizinhos comentaram que ouviram os tiros por volta das 4h30. No entanto, eles disseram que era comum Alcir atirar quando achava que havia alguém suspeito no terreno, então não deram importância.


G 1  S C  / FOTO 4 GOOGLE EARTH

Dois homens e uma mulher detidos com objetos furtados




Hoje à 01h56min na Rua Rio de Janeiro, Bairro Pinheirinho, a polícia abordou em via pública veiculo Seat Córdoba de cor branca placas MEL 6767 de Chapecó cujos ocupantes, dois homens e uma mulher, e em buscas no interior do veiculo foi constatado que haviam mercadorias em sacolas de um supermercado da cidade, material este, que havia sido levado de um veiculo VW Parati furtado no bairro São Cristóvão por volta de 21h55min e localizado abandonado logo depois na Rua São João (centro) pela mesma guarnição desta ocorrência.    
Assim, G. P. de 31 anos, M. A. M. de 21 anos e L. B. R. de 34 anos (mulher), foram conduzidos para a CPP.    
A vitima acompanhou na CPP.   


PM divulgação

Trio pratica assalto em empresa




Ontem, 26, às 21h19min na Rua Marechal Deodoro, Bairro Maria Goretti, policiais atenderam ocorrência de roubo contra pessoa. 
Segundo a vítima J. D. R. de 50 anos, ao chegar à empresa, estacionou o veiculo e o filho permaneceu no interior lhe aguardando. 
Ao retornar percebeu que três homens armados haviam rendido seu filho e ao se aproximar foi rendido também. 
Os suspeitos lhe agrediram e o fizeram retornar para a empresa, sempre pedindo pelo cofre, como não possui cofre, eles roubaram 270,00 reais em dinheiro e fugiram a pé sentido Leste. 
Por ser cambio automático, os suspeitos não conseguiram levar o veículo da vítima. 


PM divulgação