Banner

Banner

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Eutrópio tem pena reduzida após recurso e perde um jogo com a Chape

Resultado de imagem para Vinicius Eutropio

A pena de Vinícius Eutrópio, referente a delitos cometidos no Santa Cruz, foi reduzida para apenas uma partida. Após a punição inicial de dois jogos, a Chapecoense entrou com recurso na última instância do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e, em audiência realizada nesta quinta-feira, conseguiu reduzir o gancho.
Acusado de dupla invasão de gramado quando ainda defendia o clube pernambucano, pela Série B, Eutrópio vinha comandando o clube catarinense normalmente por conta do efeito suspensivo. Com a decisão, unanimamente acertada pelos auditores nesta tarde, o treinador fica de fora do duelo do próximo domingo, às 11h (de Brasília), contra o Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro. 
Inicialmente, a ideia da Chape era absolver o técnico das acusações. No entanto, o Pleno do STJD entendeu que as atitudes do comandante, hoje alviverde, ao invadir o gramado da partida do Coral contra o Londrina por duas vezes, uma delas após ter sido expulso, no dia 9 de junho, não poderiam passar em branco.
"Infelizmente é conduta corriqueira a saída do técnico para reclamações. No presente caso, o técnico Vinicius foi punido por ter saído para reclamar e depois de expulso ter entrado no campo no intervalo para reclamar. Não houve nenhuma ofensa verbal nos casos. Entendo que a conduta restou caracterizado, entretanto o hiato temporal entre ambas as condutas foram quase simultâneas", declarou o relator do julgamento de recurso, o auditor Mauro Marcelo, que complementou.
"Entendo que as condutas se caracterizam melhor como uma única ação prolongada e não concurso formal somando duas ações distintas. Desta forma, dou provimento parcial para reformar a decisão e condenar o técnico a pena de uma partida de suspensão".
O duelo da Chape com o lanterna Atlético-GO é válido pela 17ª rodada do Brasileirão e pode servir para que o Alviverde emende uma sequência de triunfos na competição. Com 21 pontos, o Furacão do Oeste catarinense ocupa a 11ª colocação e vem de um resultado positivo contra o Vitória, fora de casa, por 2 a 1.





Terra

Grêmio vence Atlético-PR e vai à semifinal da Copa do Brasil

No somatório dos dois jogos, o Grêmio venceu por 7 a 2 (4 a 0 em Porto Alegre e 3 a 2 em Curitiba)




O Grêmio confirmou o favoritismo e se classificou para a semifinal da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, o tricolor gaúcho venceu o Atlético-PR de virada, por 3 a 2, na Arena da Baixada e ficou com a vaga. O adversário gremista será o Cruzeiro.
As duas equipes pouparam jogadores, mas o Grêmio levou a melhor e venceu de virada por 3 a 2 (Foto: Geraldo Bubniak/AGB)
As duas equipes pouparam jogadores, mas o Grêmio levou a melhor e venceu de virada por 3 a 2 (Foto: Geraldo Bubniak/AGB) 
Foto: LANCE!
 
Como venceu por 4 a 0 no jogo de ida, o Grêmio optou por poupar peças importantes. Os laterais Edílson e Cortez, o zagueiro Pedro Geromel e os meio-campistas Arthur e Maicon ficaram no banco de reservas. Já o Atlético-PR, que está em situação ruim no Campeonato Brasileiro, colocou em campo uma equipe alternativa.
Com esse cenário, o Atlético-PR apostou em muita velocidade para tentar reverter a vantagem gremista. E em uma jogada assim, aos 15 minutos, o time abriu o placar. Pela direita, Douglas Coutinho passou por Marcelo Oliveira e cruzou rasteiro para Pablo, que apareceu nas costas da zaga gremista e empurrou a bola para o fundo da rede.
Mas a empolgação atleticana durou pouco. Aos 26, após uma jogada de Luan e Michel, o atacante Pedro Rocha cortou o lateral Gustavo Cascardo e chutou cruzado e empatou a partida. 1 a 1.
O gol foi uma verdadeira ducha d`água fria no Atlético-PR, que passou a precisar de cinco gols para se classificar. Assim, o Furacão assistiu o Grêmio passar a tocar a bola e matar o tempo, levando assim o resultado de 1 a 1 até o fim do primeiro tempo.
No início da segunda etapa, o Atlético-PR voltou a tentar imprimir um ritmo forte, com base na velocidade. A melhor chance foi aos nove minutos, quando Pablo bateu cruzado e assustou o goleiro Marcelo Grohe. Mas após isso o time não conseguiu mais ultrapassar a forte marcação gremista.
Além de apostar na forte marcação, o Grêmio tinha uma outra importante arma: a bola parada. Em uma cobrança direta, Luan exigiu uma defesa de Weverton. Já aos 24, após uma bola erguida para a área, Bressan ajeitou de cabeça e Everton, que estava em campo há quatro minutos, não desperdiçou. 2 a 1 para o time gaúcho.
A partir daí, o Atlético-PR se atirou para tentar ao menos empatar o jogo. A melhor chance veio com Felipe Gedoz, em cobrança de falta, que exigiu boa defesa de Grohe. No entanto, dava muito espeço para os contra-ataques. Aos 34, Luan dominou com categoria e serviu Pedro Rocha, que levou a melhor na velocidade, driblou Weverton e fez um golaço. 3 a 1.
Já nos minutos finais da partida, aos 45, Felipe Gedoz descontou para o Furacão, em um bonito gol em cobrança de falta frontal e deu números finais para a partida. 3 a 2.
O resultado confirmou a classificação gremista, que despachou o Atlético-PR por 7 a 2 na somatória das duas partidas. Assim, o time do técnico Renato Portaluppi segue firme na busca pelos títulos da Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores da América. Já o Furacão chegou a marca de nove jogos sem vencer e foi novamente muito vaiado pela torcida. 

FICHA TÉCNICA 

ATLÉTICO-PR 2X3 GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-hora: 27/7/2017 - 21h45
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público: -
Cartões amarelos: Nicolas (CAP); Bressan (GRE)
Cartões vermelhos: Não houve.
Gols: Pablo, 15'1°T (1-0)/ Pedro Rocha, 26'1°T (1-1)/ Everton, 24`2ºT (1-2)/ Pedro Rocha, 34`2ºT (1-3)/ Felipe Gedoz, 45`2ºT (2-3)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Wanderson, Cleberson e Nicolas (Sidcley, 10`2ºT); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva, 35`2ºT), Rossetto, Coutinho (Yago, 27`2ºT), Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Pablo - Técnico: Fabiano Soares.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kanemann e Marcelo Oliveira (Cortez, 30`1ºT); Jailson (Everton, 20`2ºT), Michel, Fernandinho, Ramiro (Kaio, 35`2ºT) e Pedro Rocha; Luan - Técnico: Renato Portaluppi. 
G1   SC

No Oeste catarinense, poços artesianos são construídos, mas ficam sem ligação de água

Desde 2016, foram perfurados 47 poços artesianos em 13 municípios da região Oeste catarinense, com verba do governo federal. A ideia inicial era que pelo menos 21 cidades fossem beneficiadas, mas como a ligação de água é de responsabilidade do município, um ano depois, muitos estão secos, como mostrou o RBS Notícias.
Um dos poços fica no interior de Guatambu. Ele deveria beneficiar cerca de 50 famílias, mas desde que foi perfurado, em março de 2016, não tem utilidade.
A secretaria de Agricultura de Guatambu disse que precisou reformar o maquinário e que faltou recurso para fazer a ligação. A previsão é que em agosto seja feita uma reunião com a comunidade para dar continuidade ao projeto.
Em Chapecó, outro poço, que fica na Linha São José do Capinzal, em frente a uma escola, já tem ligação da rede, e beneficia 50 famílias. Entretanto, a secretaria de Agricultura do município teve que pedir a colaboração da própria comunidade para manter o poço.
Segundo a secretaria de Agricultura de Chapecó, a comunidade comprou a bomba e os funcionários da prefeitura fizeram as valetas.

Verba

Em 2012, após uma seca intensa na região, o Ministério da Integração Nacional liberou R$ 16 milhões, com 12 caminhões para perfuração de poços artesianos. Desde 2014, as máquinas estavam paradas. Foi aí que a Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina firmou um convênio com o estado, que cedeu quatro caminhões para região.
"Tem bastante gente que está precisando da água. Ficaram felizes quando aprontaram o poço, mas depois parou", diz o agricultor Silvio de Melo.




G1  SC

Horóscopo de 6ª feira 29 de julho de 2017

aries
(DE 21/3 A 20/4) - Desenvolva hoje os projetos de suas atividades comerciais, de viagem e de transporte com esperança. Você terá lucros e vantagens em tudo isso no futuro. Mas é preciso lutar com otimismo. Vênus e Sol felicitam no amor. Domine o ciúme.
taurus
(DE 21/4 A 20/5) - Você deve fazer tudo para andar junto com a sorte. Seja otimista, confiante e positivo. Nada de pessimismo e falta de confiança em si. Dessa sua atitude dependem as coisas que possam acontecer hoje. Melhor à tarde e à noite. No amor, boas palavras ajudam muito.
gemini
(DE 21/5 A 20/6) - Seja prudente e moderado, ao lidar com idosos e pessoas paradas no tempo. Seu jeito excessivamente franco e brincalhão pode ferir melindres. Faça alguma mudança no seu modo de agir, para mais moderado. Cuide do conforto de seu parceiro. Ele vai cuidar de você.
cancer
(DE 21/6 A 21/7) – Reúna - se às pessoas joviais e otimistas e seja uma delas. Comunique-se, diga o que pensa e o que sente e esclareça todas as dúvidas da convivência do dia a dia. Não é hora de comprar, vender e negociar. O amor está voltando, devagar.
leo
(DE 22/7 A 22/8) - O trabalho exige mais ação e espírito atirado, confiante e corajoso. Mas o dia é de sorte e de bons presságios. Muita sorte em jogos, loterias e para concurso e sorteios. Alegria com filhos e crianças. No setor amoroso, as coisas caminham muito bem.
virgo
(DE 23/8 A 22/9) - Você está em destaque e sua presença será elogiada e cumprimentada, por diversas razões. Mas não leve muito a sério todos os elogios e galanteios. Eles podem ter uma segunda intenção. Na área do amor, novidades e atenção do outro.
libre
(DE 23/9 A 22/10) - Reúna suas forças e o que tem em mãos, para direcionar a sua vida, mesmo sozinho. Não espere que outros venham a fazer por você o que só você mesmo pode fazer. Segure seu dinheiro, pague suas contas e não faça outras. Amor evoluindo.
scorpion
(DE 23/10 A 21/11) - O dia se apresenta com grandes surpresas e com os benefícios da inspiração e da proteção divina. Suas orações estão surtindo efeito rápido. Continue rezando e confiando. Idéias de renovação no trabalho e também no setor amoroso.
sagittarius
(DE 22/11 A 21/12) - Deixe de brincadeira e leve tudo mais a sério. Conserve seu crédito e seu prestigio agindo de forma pontual e correta com as pessoas e com as empresas, aos quais está ligado. Converse mais com a pessoa amada. Ouça suas reivindicações.
capricorn
(DE 22/12 A 20/1) – Depois das 16hs, espere um pouco para agir e tomar decisões a respeito do futuro. Hoje as pessoas não inspiram muita confiança e você nem deve acreditar em tudo o que ouvir. Riscos de maus negócios e prejuízos. Complicações no amor. 

aquarius
(DE 21/1 A 19/2) - O dia é de vivências interiores. Pense, analise, medite e procure ouvir a voz do bom senso, da justiça e do equilíbrio. Essa voz tem um nome: Deus. Busque nas orações e conversa com Deus a solução para tudo o que está precisando.
pisces
PEIXES (DE 20/2 20/3) – A Lua mal posicionada ajuda um pouco seus interesses, mas o Sol beneficia a sua própria saúde. Seu lado positivo dá sorte no terreno comercial e de trabalho. Seja leve e mais compreensivo. Evite discussão. No amor, você nem precisa esperar.
 
 
 
 
Banda B -  Yara Ramos
 

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Verità Moda

                        Para o verão 2018 ser o melhor da sua vida você precisa desse biquíni. 👙🏖☀



Vem conferir as novidades da Moda Praia! 😍

#Verità #VemPraVerità #melhoresmarcas #qualidade #inverno #verão #moda #NewBeach

Verità Moda - Na Av. Getúlio Vargas 676-N no centro de Chapecó-SC;

Consumo de cerveja cai no Brasil e Ambev vende menos no 2º trimestre

Segundo a companhia, queda foi menor que média da indústria do produto
Consumo de cerveja caiu no Brasil | Foto: André Ávila / CP Memória
Consumo de cerveja caiu no Brasil 


Foto: André Ávila / CP Memória




A Ambev diminuiu em 1,3% as vendas em volume de cerveja no Brasil nos meses de abril a junho em relação ao mesmo período no ano passado. A queda, segundo a companhia, foi menor que a da média da indústria de cerveja. A fabricante de bebidas citou dados da Nielsen apontando que, no mesmo período, a totalidade das cervejarias encolheu volumes em 2,7%.
O lucro líquido ajustado da Ambev no segundo trimestre foi de R$ 2,141 bilhões, 2,4% menor do que no mesmo período de 2016. Segundo o relatório da empresa, o resultado foi impactado pela desvalorização do real brasileiro e pela geração de caixa da operação (Ebitda). O impacto positivo foi a redução das despesas financeiras da fabricante de bebidas. Nos primeiros seis meses do ano, o indicador recuou 12,5%, passando de R$ 5,045 bilhões no primeiro semestre de 2016 para R$ 4,457 bilhões no mesmo período de 2017.
A receita líquida da Ambev aumentou 4,8% no segundo trimestre, impulsionada pelos resultados de todas as operações internacionais da empresa: América Latina Sul (LAS) (+36,2%), América Central e Caribe (CAC) (+6,9%) e Canadá (+1,4%). Já no Brasil, o resultado caiu 4,1%, impactado pela queda de 4,7% no volume total de vendas.
A Ambev considerou que o segmento de cerveja "mainstream" (que envolve as marcas mais populares) continuou a ser pressionado por "ambientes macroeconômicos e políticos adversos e voláteis". Já o segmento de cervejas premium, segundo a empresa, cresceu entre 17% e 19% no trimestre. Entre abril e junho deste ano, a Ambev registrou um volume vendido de 17,430 milhões de hectolitros.
A piora no mercado de cerveja contribuiu com a queda total de 4,7% nos volumes da totalidade das bebidas vendidas pela Ambev no segundo trimestre de 2017 ante igual período do ano passado. Nos meses de abril a junho, a empresa vendeu ao todo 22,979 milhões de hectolitros.
Com isso, a receita líquida da Ambev no mercado brasileiro recuou 4,1% no trimestre na comparação anual, chegando a R$ 5,325 bilhões. O Custo do Produto Vendido (CPV) no Brasil subiu 3,8%, para R$ 2,141 bilhões.
Considerando apenas o negócio de cerveja, a receita no trimestre chegou a R$ 4,546 bilhões, um recuo de 3,3% na comparação anual. O CPV de cerveja aumentou 5,3% no mesmo período, para R$ 1,721 bilhão.


Refrigerantes 


Já o volume de refrigerantes e outras bebidas não-alcoólicas caiu 14,1% no segundo trimestre, chegando a 5,548 milhões de hectolitros entre abril e junho deste ano. A Ambev afirmou que, neste mercado, seu desempenho foi pior que a média. A empresa informou que, de acordo com a Nielsen, a indústria de refrigerantes caiu 9,7%.


Bares próprios 


A companhia considerou que seus produtos perderam espaço para marcas de menor preço. "Os consumidores continuaram pressionados por uma baixa renda disponível, migrando o consumo para B brands, sucos em pó ou até mesmo água filtrada", diz a empresa em comentário na divulgação de resultados do trimestre.
A receita da Ambev com refrigerantes e não-alcoólicos recuou 8,5% na comparação anual, chegando a R$ 778,6 milhões. O CPV caiu 2,2%, para R$ 420,6 milhões. 


Resultado no exterior


As operações da Ambev em países da região chamada de América Latina Sul (LAS) apresentaram crescimento de 8,5% no volume de bebidas vendidas no segundo trimestre de 2017 ante o mesmo período do ano passado. De abril a junho deste ano, a companhia comercializou 6,729 milhões de hectolitros de bebidas nos países.
De acordo com comentário da Ambev sobre os resultados, o desempenho na região foi impulsionado por uma retomada na Argentina, país onde as vendas de cerveja cresceram mais de 20%, conforme a empresa. A companhia cita ainda avanços no Paraguai e no Uruguai.
Os resultados da Ambev deixaram de consolidar as operações de Colômbia, Peru e Equador, transferidas como resultado de um acordo com a controladora AB Inbev. A receita líquida consolidada da unidade de negócios teve alta de 15% ante igual período de 2016, chegando a R$ 2,086 bilhões.
O Custo do Produto Vendido (CPV) na região aumentou 18,3%, para R$ 861,2 milhões, enquanto o CPV por hectolitro (CPV/hl) avançou 9%, para R$ 128. O Ebitda ajustado subiu 21,3%, para R$ 806,7 milhões, com margem de 38,7%.




C do Povo

Criança morre em acidente na ERS 122

Caminhões colidiram no km 40 da rodovia
Caminhões colidiram na ERS 122, em São Vendelino | Foto: CRBM / Divulgação / CP
Caminhões colidiram na ERS 122, em São Vendelino 


Foto: CRBM / Divulgação / CP



Uma criança morreu e outras duas pessoas ficaram feridas em acidente entre dois caminhões, no início da manhã desta quinta-feira, na ERS 122, em São Vendelino, na Serra gaúcha. Conforme o Comando Rodoviário da Brigada Militar, por volta das 7h, aconteceu uma colisão traseira de um caminhão com placas de Flores da Cunha em um outro com placas de Gravataí.
Com a colisão, uma menina de sete anos, que estava no caminhão com placas de Flores da Cunha, acabou morrendo. Outros dois ocupantes do mesmo veículo de carga, o condutor de 28 anos e uma outra criança de três anos, tiveram ferimentos e foram encaminhados para atendimento na Unidade de Pronto Atendimento de Bom Princípio. O condutor da carreta com placas de Gravataí não ficou ferido.
Até as 9h30min, a ERS 122 estava totalmente bloqueada e sem previsão de liberação. A alternativa aos motoristas que se deslocam no sentido Porto Alegre-Serra é utilizar a RS 452 e a BR 116, via Feliz e Vila Cristina. E para quem se desloca de Porto Alegre a Bento Gonçalves, o deslocamento deve ser realizado pela RS 446, com acesso em São Vendelino.




C do Povo

Grêmio visita Atlético-PR para garantir vaga na semifinal da Copa do Brasil

Mesmo com ampla vantagem, Tricolor prega cautela no jogo desta noite
Grêmio visita Atlético-PR para garantir vaga na semifinal da Copa do Brasil | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
Grêmio visita Atlético-PR para garantir vaga na semifinal da Copa do Brasil 


Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP



Nem o mais pessimista torcedor do Grêmio imagina que o time possa tomar cinco gols do Atlético-PR na noite desta quinta-feira e ser eliminado da Copa do Brasil. As duas equipes fazem o jogo de volta das quartas de final a partir das 21h45min, na Arena da Baixada, em Curitiba, e o Tricolor leva uma ampla vantagem por ter vencido o primeiro confronto por 4 a 0.
A semifinal está muito próxima e só escapa se acontecer uma catástrofe em Curitiba - caso faça um gol, o Grêmio poderá até perder por 5 a 1. “A gente sabe que no futebol pode acontecer de tudo a partir do momento em que a equipe não está concentrada e achando que já ganhou”, alerta o lateral Marcelo Oliveira. Antigo titular, ele deve iniciar a partida no lugar de Cortez. Renato Portaluppi receberá hoje um relatório da preparação física com a situação de cada atleta. Portanto, o time que inicia o jogo deve ser anunciado aos jogadores somente na preleção.
A tendência é de que alguns titulares sejam preservados em função do desgaste físico, casos de Edílson, Geromel e Maicon. Como só tem a opção de golear, o Atlético-PR certamente cederá espaços para o Grêmio. “É um fator positivo para nós essa obrigação do adversário de sair para o jogo. É um ponto que podemos aproveitar. Acho que o Atlético vai para o tudo ou nada, vai arriscar, temos que estar atentos”, completa Marcelo Oliveira.
Para o volante Michel, o Tricolor terá que saber lidar com a pressão do Atlético nos primeiros minutos da partida. “A gente espera o Atlético pressionando nos primeiros 20 minutos, mas estamos preparados para isso. Eles precisam vir para cima e por um lado isso é bom, a nossa equipe tem um contra-ataque rápido”, analisa o jogador. “A vantagem é boa, mas perigosa, não podemos relaxar em cima do placar do primeiro jogo. Vamos entrar com a mesma seriedade e humildade”, finaliza.
Nessa quarta, o Grêmio treinou na Arena da Baixada para se ambientar ao gramado sintético. Renato Portaluppi comandou e até participou do “rachão”.
Copa do Brasil - quartas de final
Atlético-PR
Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, M. Rosseto, Douglas Coutinho, Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Pablo. Técnico: Fabiano Soares.
Grêmio
Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel, Jailson, Ramiro, Fernandinho e Pedro Rocha; Luan. Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Local: Arena da Baixada, em Curitiba.
Início: 21h45min.




C do Povo

Acidente em Pinhalzinho fere duas pessoas

                        


Às 7h20min do dia 27.07.2017, no km 576,8, sentido crescente da rodovia da BR 282, município de Pinhalzinho, ocorreu uma colisão transversal, tendo como causa provável desobediência às regras de circulação, entre os veículos: Ford F 1000 placas IAU2242, de Pinhalzinho, conduzida por E. d. S.; e moto Honda Biz placa MIT9342, de Pinhalzinho/SC conduzida por C. R. B. F., e como passageira a A. d. F. B.

A motocicleta deslocava-se pelo sentido decrescente da rodovia quando deslocou-se à esquerda, sem aguardar no acostamento para realizar a manobra, a fim de acessar via vicinal na localidade; a caminhonete, por sua vez, transitava no sentido crescente da referida rodovia quando acessava a mesma via vicinal de V2. A colisão ocorreu aproximadamente a 5 metros da linha de bordo da rodovia.

Ambos os ocupantes da motocicleta foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros Militar ao hospital municipal de Pinhalzinho apresentando a condutora lesões leves; e a passageira, graves. O condutor de V1 saiu ileso. 




PRF SC 

Grupo que operava falsas lojas virtuais movimentou R$ 15 milhões


 Um esquema de lojas virtuais montadas na região que vendiam produtos pela internet para todo o país, mas nunca entregaram nada aos compradores. Este foi o alvo da primeira grande operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Blumenau. Na manhã desta quarta-feira, um grupo de 70 pessoas formado por agentes do Gaeco e policiais civis e militares deflagrou a Operação Off-Line, que cumpriu mandados em oito cidades: Blumenau, Gaspar, Ilhota, Piçarras, Barra Velha, Jaraguá do Sul, Joinville e Rio dos Cedros. 

 A investigação que levou ao grupo criminoso começou em março. O promotor Odair Tramontin, da 15ª Promotoria de Justiça e responsável pelas ações do Gaeco, explicou em entrevista coletiva que o esquema ocorria desde 2013 e teria movimentado cerca de R$ 15 milhões. As investigações conseguiram identificar até esta quinta 19 lojas virtuais, mas os envolvidos afirmaram que teriam movimentado mais de 100 ao longo deste período. Não há um número de quantas pessoas teriam sido lesadas no total, mas a fraude fez vítimas por todo o país, em estados como Goiás, Mato Grosso e Pará. 

 No total foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, nove de prisão temporária, três de condução coercitiva e 20 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo juízo da 1ª Vara Criminal de Blumenau. Dois dos principais suspeitos não foram encontrados pela manhã. Tiago Haveroth, de 28 anos, foi apontado pelo promotor Odair Tramontin como mentor da operação, ao lado da companheira dele, Vanessa Rodrigues Pereira, 22. Segundo o promotor, eles teriam base em Ilhota, mas já teriam residido em cidades como Blumenau, Gaspar e Florianópolis e também Anápolis (GO) e Goiânia (GO). No início da noite, porém, a informou que os dois foram presos. Não foi informado se a dupla já tinha advogados constituídos. 

 Com isso, 17 pessoas seguiam detidas até esta quarta-feira – uma pessoa não citada nos mandados foi presa em flagrante por porte de arma. Mas novas prisões também não estão descartadas já que no esquema apresentado pelo MP haveria 28 pessoas ligadas de alguma forma à fraude. 

 Fotos revelavam ostentação dos envolvidos 
O morador de Canaã dos Carajás (PA), Odair José Acelino da Silva, 45 anos, comprou uma TV 58 polegadas em janeiro deste ano pela Star Varejo, uma das falsas lojas que segundo o promotor era mantida pelo grupo. Depois de 20 dias sem receber o produto, tentou contato e publicou seu relato em uma avaliação do site na internet. Nunca mais foi atendido pelos vendedores. Acionou o Procon e, há um mês, moveu um processo e ainda se mostra esperançoso em tentar ressarcir o valor. 

 – Na época eu nem pesquisei muito, mas lembro que estava uns R$ 600 mais barato que em outros sites. Hoje continuo comprando na internet, mas pesquiso muito mais e só frequento sites que já conheço e que são confiáveis – conta. 

 No melhor estilo ostentação, alguns dos suspeitos postavam no Facebook e em outras redes sociais fotos com maços de dinheiro dentro de carros de luxo e em festas em casas noturnas. As imagens chamaram a atenção do promotor, que se surpreendeu também pelo perfil jovem dos envolvidos – 80% deles, segundo Tramontin, tinham entre 19 e 24 anos.– Eram todos jovens, inteligentes e muito bem desenvolvidos, embora nenhum deles tivesse formação superior em áreas como informática, por exemplo – conta o promotor.Segundo o MP os suspeitos devem ser indiciados por estelionato e organização criminosa. Agora a investigação vai aprofundar a participação de cada um dos suspeitos detidos nesta quarta para decidir se pede a soltura ou a manutenção das prisões. Conversas mantidas por computadores e celulares apreendidos devem ajudar na sequência da apuração. 

 Como funcionava o esquema 


 LOJAS VIRTUAIS 
 - Os criminosos criavam lojas virtuais e anunciavam produtos – a maioria deles eletrônicos, mas também outros artigos como pneus – a preços atrativos, mas não tão menores que os das concorrentes. - Os sites ofereciam descontos para estimular o pagamento à vista via depósito bancário. 

 PRÉDIOS DE FACHADA 
 - Os suspeitos chegavam a alugar imóveis em cidades da região por alguns dias, instalar placas e adesivos e fazer fotos da fachada que eram publicadas nos sites das lojas virtuais. - Vídeos com depoimentos de comparsas se passando por clientes satisfeitos com as compras também eram postados. Tudo para tentar dar credibilidade e confiança aos compradores. 

 DINHEIRO EM CONTAS BANCÁRIAS 
 - Os criminosos abriam contas bancárias em nome de laranjas que recebiam de 10% a 15% dos valores movimentados. Segundo o delegado da Polícia Civil Paulo Koerich eles chegavam a gerenciar até quatro lojas virtuais simultaneamente. 

 - Apenas uma loja era capaz de movimentar de R$ 150 mil a R$ 200 mil por mês. Os valores eram sacados das contas e distribuídos em dinheiro. Muitos exibiam fotos em redes sociais com grandes somas em cédulas. 

 - Como eram volumes altos, parte chegava a ser bloqueada pelos bancos para saque e não era sequer reivindicada pelos titulares, que já operavam novas lojas virtuais. 

SUMIÇO E NOVAS LOJAS 
 - Em um tempo médio de três semanas a um mês, quando começavam a surgir queixas na internet e até boletins de ocorrência pela demora na entrega dos produtos, o grupo deixava de responder os compradores, tirava os sites do ar, desmontava a loja virtual e abria outra, com outro nome. 

  - Eles teriam agido assim desde 2013 e teriam movimentado cerca de R$ 15 milhões, segundo o promotor de Justiça Odair Tramontin.

Diário Catarinense

COMÉRCIO DE CARNES SABADINI 3323-7190




Ex-presidente do BB e Petrobras é preso em nova fase da Lava Jato


 O ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil Aldemir Bendine foi preso temporariamente pela PF (Polícia Federal) no início da manhã desta quinta-feira (27). A prisão faz parte da 42ª fase da Lava Jato, deflagrada hoje, da qual Bendine é o principal alvo. Chamada de Operação Cobra, a nova fase apura práticas de corrupção e lavagem de dinheiro. 

 Segundo a PF, já foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária no Distrito Federal e nos Estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. 

 Para o advogado de Bendine, Pierpaolo Bottini, a prisão temporária é "desnecessária". "Desde o início das investigações, Bendine se colocou à disposição para esclarecer os fatos e juntou seus dados fiscais e bancários ao inquérito, demonstrando a regularidade de suas atividades. A cautelar é desnecessária. É arbitrário prender para depoimento alguém que manifestou sua disposição de colaborar com a Justiça desde o início", afirmou Bottini ao UOL. 

 As investigações da PF apontam que Bendine e pessoas ligadas a ele teriam solicitado vantagem indevida, em razão dos cargos exercidos, para que a Odebrecht não viesse a ser prejudicada em futuras contratações da Petrobras. Em troca, o grupo empresarial teria efetuado o pagamento de ao menos R$ 3 milhões, em espécie. Ainda de acordo com a PF, os pagamentos só foram interrompidos depois da prisão de Marcelo Odebrecht, em junho de 2015. 

 Bendine esteve à frente do Banco do Brasil entre abril de 2009 e fevereiro de 2015, quando deixou o banco para assumir a presidência da Petrobras. O executivo renunciou ao cargo de presidente-executivo da Petrobras em carta enviada ao Conselho de Administração em maio de 2016. 

 Segundo o MPF-PR (Ministério Público Federal), há evidências indicando que um pedido de propina no valor de R$ 17 milhões foi feito por Aldemir Bendine na época em que era presidente do Banco do Brasil para viabilizar a rolagem de dívida de um financiamento da Odebrecht AgroIndustrial. Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, executivos da Odebrecht que celebraram acordo de colaboração premiada com o Ministério Público, teriam negado o pedido de propina porque entenderam que Bendine não tinha capacidade de influenciar o financiamento. 

 Além disso, há provas apontando que, na véspera de assumir a presidência da Petrobras, Bendine voltou a solicitar propina a executivos da Odebrecht para que a empresa não fosse prejudicada em contratos com a petroleira. Delatores indicam que, desta vez, a Odebrecht aceitou pagar a propina de R$ 3 milhões. O valor foi repassado em três entregas em espécie, no valor de R$ 1 milhão cada uma, em São Paulo. Esses pagamentos foram realizados em 2015. 

 Segundo o MPF, um operador financeiro "de fachada" foi usado para dar legalidade à operação. As delações decorrentes da Operação Lava Jato foram o ponto de partida das investigações da força-tarefa contra Bendine. 

 O nome da operação, "Cobra", faz referência ao codinome dado ao principal investigado nas tabelas de pagamentos de propinas do chamado setor de operações estruturadas da Odebrecht. 

 Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde devem permanecer à disposição do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná. 

 Procuradores rebatem críticas 
Em nota, procuradores da força-tarefa da Lava Jato criticaram a "audácia" dos acusados, defenderam a prisão temporária e afirmam que pregar o fim da operação é pedir liberdade para "ladrões". 

 "É incrível topar com evidências de que, após a Lava Jato já estar em estágio avançado, os criminosos tiveram a audácia de prosseguir despojando a Petrobras e a sociedade brasileira. Os crimes recentes são a prova viva de que a prisão é necessária para frear o ímpeto criminoso de um esquema que vem desviando bilhões há mais de década", afirmou o procurador da República Athayde Ribeiro Costa. 

 "Há quem fale que as investigações contra a corrupção têm que acabar, mas casos como esse deixam claro que os criminosos não vão parar. Pregar o fim da Lava Jato é defender a liberdade para os ladrões do dinheiro público prosseguirem. Se queremos um Brasil com menos corrupção, é preciso ir até onde eles foram e estão dispostos a ir", disse a procuradora da República Jerusa Burmann Viecili. 

ALDEMIR BENDINE É PRESO NA LAVA JATO 

 Citações a Bendine 

Em janeiro, o jornal "Estado de S. Paulo" revelou que a PGR viu indícios de que Bendine tenha participado de suposto esquema ilícito de compra de debêntures (títulos da dívida) da OAS quando comandava o Banco do Brasil. A empreiteira é suspeita de pagar vantagens indevidas a políticos, entre eles o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em troca de destravar investimentos de fundos de pensão e bancos em papéis da construtora. 

 As citações a Bendine aparecem em trocas de mensagens entre o ex-executivo da OAS Léo Pinheiro com Cunha e outros dirigentes da empresa entre 2012 e 2014. Bendine teria negociado com a OAS, em outubro de 2014, a aquisição de debêntures de R$ 500 milhões. 

 Em fevereiro de 2015, Bendine foi escolhido pela presidente Dilma Rousseff para substituir Graça Foster na presidência da Petrobras. Condenado por corrupção e lavagem dinheiro pelo juiz federal Sergio Moro em dois processos da Lava Jato, que tramitam na 13ª Vara Federal de Curitiba, Cerveró firmou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. 

 Após também firmar acordo de delação premiada, o senador Delcídio do Amaral pediu desligamento do PT e enfrenta o processo de cassação de seu mandato no Conselho de Ética do Senado.

UOL

Homens encapuzados assaltam casa e levam R$ 11 mil em joias e dinheiro em Maravilha

 A ocorrência foi atendida na rua José Bonifácio, no centro de Maravilha, nas proximidades do Hospital São José. A vítima relatou que estava em casa com a família, quando foi surpreendido por dois homens encapuzados, sendo que um dos envolvidos estaria portando um revólver calibre 38. 
 Os criminosos entraram na residência pelos fundos, e levaram cerca de R$ 1 mil (em espécie), além de aproximadamente R$ 10 mil em joias, como relógio, colar, corrente e pulseira. Os assaltantes ainda fugiram do local levando o veículo da família. Os familiares não sofreram lesões, apenas ameaças. 
 Enquanto a guarnição da Polícia Militar realizava rondas, com o intuito de localizar os autores, recebeu informação que o veículo teria sido encontrado na Rua Irmã Maria Borja, no bairro Morada do Sol, proximidades da Unopar. Foi constado se tratar do veículo roubado, que já foi reconhecido pela vítima. Porém os autores não foram localizados.
 A Polícia Militar acredita que o assalto da terça-feira (25) não tenha relação com o roubo ocorrido no início deste mês, na Rua Vitor Meireles, quando uma família foi feita refém de criminosos. 


WH3

CENTRALMAQ EMPILHADEIRAS 3324-1488




Inter é denunciado por quebra-quebra no Beira-Rio e pode perder até 10 mandos de campo


 O Inter corre o risco de perder mandos de campo por conta da sua torcida. O clube foi denunciado pelo STJD, na tarde desta quarta-feira, pelo tumulto após o jogo contra o Criciúma, no Beira-Rio. O julgamento ocorre às 11h de sexta-feita.
 Além de relatos e vídeos da imprensa no local, a Procuradoria ainda usou a súmula da partida, redigida pelo árbitro Dyorgines José Padovani de Andrade, em que diz que "nos arredores do estádio houve protestos de torcedores, tais como lançamento de bombas, briga entre a mesma torcida, depredação em parte do estádio e derrubamento de grades de proteção". 
 O Inter foi enquadrado no artigo 213, inciso I, parágrafo 1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que tem como pena a aplicação de multa e até 10 perdas de mando de campo.

 Carlos Macedo / Agencia RBS / Zero Hora

Preso em Campos Novos por tráfico de drogas


 A Divisão de Investigação Criminal da Polícia Civil de Campos Novos cumpriu mandado de prisão na tarde desta quarta-feira (26) em desfavor de um indivíduo de 24 anos pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.  


 De acordo com o delegado regional Adriano Almeida, o rapaz foi reconhecido por policiais civis durante trabalho investigativo realizado no bairro Integração. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos, sendo na sequência encaminhado à Unidade Prisional Avançada de Campos Novos, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Caco Da Rosa