Banner

Banner

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Sobreviventes da Chapecoense voltam ao local da queda para se despedir das vítimas da tragédia


Jackson Follmann, Alan Ruschel, Neto e Rafael Henzel superaram uma trilha difícil para dar um último adeus aos companheiros que se foram


O trajeto até Cerro Gordo, local do acidente com o avião da Chapecoense, no município de La Unión, é longo. Há uma estrada estreita, difícil, em que só veículos com tração nas quatro rodas conseguem superar os obstáculos do caminho. É uma subida de cerca de dois quilômetros até o caminho que leva ao local onde caiu a aeronave. Depois, da entrada da base militar até o local do acidente, mais uma longa e difícil caminhada. 

Foto: Bruna Bernardes / Agência RBS
Todo o caminho foi superado por membros da delegação da Chapecoense e pelos sobreviventes brasileiros da tragédia, que superaram as dificuldades e as fortes emoções para dar um último adeus às 71 vítimas da tragédia.

Foto: Bruna Bernardes / Agência RBS
O goleiro Jackson Follmann, o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto e o jornalista Rafael Henzel voltaram ao local onde foram encontrados com vida em 29 de novembro do ano passado. Eles caminharam por toda a trilha. Follmann, que teve parte da perna direita amputada, completou a subida com a ajuda de socorristas dos bombeiros e da defesa civil.
— Poder voltar aqui é uma emoção muito grande. Tenho muita saudades dos amigos que nos deixaram — exaltou o goleiro sem esconder a emoção.
Jackson Follman subiu a trilha no local dos destroços com ajuda de socorristas 

Foto: Caê Mota / Globo Esporte



Zero Hora